ITAITUBA

Oeste do Pará recebe novo lote de vacina contra COVID-19 para imunizar idosos acima de 80 anos

Lote de vacina. Foto: Pedro Guerreiro / Agência Pará.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

7.800 doses de vacina chegaram ao município de Santarém, na manhã desta terça-feira (2). Essa é a primeira parte de um total de 11.503 doses que serão enviadas pelo Governo do Estado para as regiões do Baixo Amazonas e Tapajós, para vacinar exclusivamente, idosos de 80 anos para mais.

A carga veio em um voo comercial e foi levada para o Centro Regional da Secretaria de Estado de Saúde na cidade. O diretor de Vigilância em Saúde da Sespa, Denilson Feitosa, explica que nos municípios que fazem parte destas regiões haverá a antecipação da segunda etapa de vacinação e que, a partir de hoje, as prefeituras já começarão a receber as doses para iniciar a imunização.

“Houve uma antecipação da segunda etapa, para uma população específica acima de 80 anos, que são as pessoas que estão mais suscetíveis a necessitarem de internação. Além disso, a partir de hoje, os municípios já começam a receber as doses e podem iniciar a vacinação. O estado é responsável por essa logística de distribuição e a medida que chegam as doses nesses municípios são eles os responsáveis em vacinar essa população alvo”, disse o diretor.

Ao todo, 20 municípios irão receber 11.503 doses de vacinas. Nesta primeira leva chegaram 3.500 unidades da vacina Astrazenica e 4.300 unidades da Coronavac totalizando 7.800 doses, que serão utilizadas nesta primeira fase.

Os municípios que irão receber as doses exclusivas para vacinar idosos são: Alenquer, Almeirim, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Placas, Prainha, Santarém, Terra Santa, Ruropolis, Trairão, Itaituba, Aveiro, Novo Progresso e Jacareacanga.

Prioridade de imunização

O governador Helder Barbalho anunciou nesta segunda-feira (1º) que 11.503 doses da vacina seriam enviadas ao Oeste do Pará, para imunizar exclusivamente idosos acima de 80 anos.

A antecipação desta etapa de vacinação compõe a estratégia do Estado para criar uma barreira imunológica na região, especialmente entre as faixas etárias com maior risco de contágio e morte, já que Santarém registrou dois casos da mutação do novo coronavírus, denominada P1.

O Governo do Estado tem feito ações para garantir que os casos da doença não avancem na região. Além da vacinação, o Governo abriu novos leitos em Santarém (71), Itaituba (129) e Juruti (25); financiamento do Barco Hospital Papa Francisco, que está atuando na região levando atendimento clínico, realização de exames e entrega de medicamentos; e a mudança do bandeiramento, que foi para cor preta, o que indica zona de contaminação aguda, com restrições mais severas.

Fonte: Agência Pará.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS