ITAITUBA

Olimpíada Rural ganha formato digital em ano de pandemia

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


No dia 8 de dezembro, os vencedores da Olimpíada Rural 2020 foram revelados em uma cerimônia online, que reuniu centenas de pessoas nas redes sociais do Sistema FAEP/SENAR-PR. Do total de 606 inscritos neste ano, 351 confirmaram participação na primeira etapa da competição e 75 passaram para a etapa seguinte. As cinco primeiras equipes colocadas receberam uma premiação especial, enquanto todos os participantes das 15 equipes finalistas ganharam um pendrive em forma de medalha. A Olimpíada Rural é disputada, todos os anos, por estudantes participantes dos programas Jovem Agricultor Aprendiz (JAA) e Aprendizagem de Adolescentes e Jovens (AAJ).

“A Olimpíada vinha sendo realizada junto com o Encontro de Empreendedores e Líderes Rurais, no final de cada ano. Este ano, contudo, por conta da pandemia, foi realizada remotamente. A forma online, contudo, teve também seu ponto positivo ao mostrar aos jovens a possibilidade do uso da internet e a forma de acesso remoto, que de agora em diante, será um instrumento largamente utilizado”, destacou Ágide Meneguette, presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR.

Na ocasião, Débora Grimm, superintendente do SENAR-PR, parabenizou os alunos e os instrutores que, neste ano de pandemia, tiveram que se superar para realizar a competição. “O formato das aulas online, remotas, exigiu muita dedicação, para nós do SENAR-PR, para instrutores e para os alunos. Vejo que esse formato tem o poder de instigar a participação nos cursos EaD [Educação a Distância] e a buscar novas ferramentas virtuais de trabalho. Sabemos que a inovação é uma questão de sobrevivência no nosso tempo. Que o empenho dessas equipes inspire outros jovens a trilhar os caminhos do sucesso”, afirmou.

Tradição do conhecimento

A Olimpíada Rural já é uma tradição. O Sistema FAEP/SENAR-PR, todos os anos, organiza uma competição entre os alunos do AAJ e JAA, onde eles precisam aplicar aquilo que aprenderam durante o ano, além de serem avaliados por questões mais subjetivas, como trabalho em equipe, capacidade de relacionamento, liderança, entre outros aspectos. O objetivo é preparar estes jovens não apenas para o mundo do trabalho, mas para a vida em geral, visando a formação de cidadãos conscientes.

Este ano, por conta da pandemia do novo coronavírus, as provas foram adaptadas para serem realizadas de forma totalmente remota. Os estudantes não precisaram sair de suas casas para realizar as avaliações, respeitando a necessidade de isolamento social. O desafio foi adaptar as provas tradicionais para o ambiente digital, sem que a essência do trabalho em grupo e da liderança se perdesse no caminho. O resultado foi um processo de superação, não apenas dos estudantes, mas também dos instrutores dos programas do SENAR-PR.

A primeira etapa da Olimpíada Rural trouxe questões de português, matemática e de conhecimento técnico voltado à prática agropecuária. Esta primeira fase tem caráter classificatório, aqueles aprovados passaram para a fase seguinte. Este ano foram 75 estudantes na segunda fase, divididos em 15 equipes de cinco integrantes cada uma.

Na prova final da competição, os estudantes se depararam com um problema concreto – ligado à prática agropecuária – para ser solucionado. As equipes tiveram um mês para trocar informações e chegar a um consenso para a resolução deste problema, uma forma de aplicar na prática aquilo que haviam aprendido na teoria.

Um desafio adicional neste ponto, foi a formação das equipes, compostas por integrantes de cidades diferentes, que não se conheciam entre si. Esse formato proporcionou uma troca de experiências adicional, que contribuiu de sobremaneira para reforçar a importância do trabalho em equipe.

Conexão com a internet foi o principal entrave

Entre a entrega dos trabalhos dos participantes das Olimpíadas Rurais e a avaliação da banca examinadora, o Sistema FAEP/SENAR-PR realizou uma pesquisa para saber a opinião dos alunos participantes em relação à competição deste ano.

Regiane Hornung, técnica do Sistema FAEP/SENAR-PR e responsável pelos programas JAA e AAJ, apresentou os dados. Segundo a pesquisa, 51% dos alunos conseguiram criar vínculos com a equipe durante o processo e 49%, além dos colegas de equipe, com o monitor.

Na opinião dos alunos, ao longo da Olimpíada Rural, houve aumento em diversas áreas do conhecimento. Os Conceitos do Agronegócio, foi a área mais apontada pelos pesquisados, com 99%. Também, 97% destacaram aumento no conhecimento em relação ao Trabalho em Equipe. Dentre as principais dificuldades encontradas no decorrer deste processo, 16% apontaram a pouca comunicação entre os participantes, 20% a falta de interação pessoal com os colegas e 64% marcaram como principal dificuldade as falhas de conexão com a internet.

Fonte: CNA Brasil

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

Últimas Notícias