ITAITUBA

ONG O Sol Nasce Para Todos adota Campanha Abril Laranja, de combate aos maus tratos animal

Imagem ilustrativa. Foto: Pixabay.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Durante todo este mês, a ONG o Sol Nasce Para Todos está adotando, em Itaituba (PA), a Campanha Abril Laranja, que visa conscientizar as pessoas, de modo geral, quanto ao combate aos maus tratos animal.

Ítalo Prado, médico veterinário e fundador da entidade, destaca que as ações de conscientização fazem-se necessárias; principalmente, porque, nos últimos três anos, os casos de maus tratos vêm aumentando no município.

“A ONG vem trabalhando dia após dia para diminuir os casos de maus tratos na cidade. Pelo que nos podemos observar durante esse período de ONG, mais de três anos, os casos de maus tratos vem aumentando. Inclusive, depois da Lei Sansão, a polícia está mais inteirada em ajudar nesses crimes…”.

De acordo com Ítalo, a ONG está levando conscientização por meio de compartilhamento de informações, a fim de informar à população que maus tratos é crime; portanto, tem penalizações.

O crime de maus-tratos animal

Em setembro de 2020, a Lei Nº 9.605, de 12 de Fevereiro 1998, passou a aumentar as penas cominadas ao crime de maus-tratos aos animais quando se tratar de cão ou gato. De acordo com o Art. 32 da lei, a pena para as condutas descritas será de reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, multa e proibição da guarda.

DENÚNCIA DE MAUS-TRATOS DE ANIMAIS: 190 OU (93) 98418-689.

A ONG O Sol Nasce Para Todos

Com pouco mais de 3 anos de sua fundação, a ONG O Sol Nasce Para Todos atua no município de Itaituba exclusivamente para cuidar de animais de rua.

No espaço são abrigados animais debilitados, mutilados ou que estão em situação de maus-tratos. Logo, a entidade não faz o recebimento de filhotes de animais que tem donos. Se um gato ou cachorro teve filhote, é responsabilidade do proprietário tentar achar um lar para eles. Nesse sentido, a ONG reitera e adverte que é o ato de desfazer e abandonar animal é crime.

“Somos carentes e o estamos superlotados, dependemos de ajuda da população e está difícil manter todos os animais que estão sob nossa proteção. Muitos animais chegam e poucos são adotados diariamente”, informa a direção.

Vale frisar que a instituição não tem transporte próprio para fazer o resgate de animais. Isso é feito pelos voluntários ou pela pessoa que viu o animal em situação de rua. Assim, a pessoa deve apadrinhar o animal e leva-lo à ONG. Além disso, é importante ajudar com alimentação e tratamento.

Fonte: Plantão 24horas News.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo