ITAITUBA

Orla de Itaituba será interditada durante festas de Réveillon, decide prefeitura

Orla de Itaituba. Foto: reprodução

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Em coletiva na manhã desta segunda-feira (28), a prefeitura de Itaituba decidiu interditar a orla da cidade durante as festas de Réveillon, e reservá-la somente para as pessoas que preferirem receber a chegada do Ano Novo.

A medida, que visa evitar aglomerações, foi anunciada pelo prefeito Valmir Climaco após reunião com o secretário de Saúde, Adriano Coutinho; Diretor da Vigilância Sanitária, Cleidson Colares; Procurador do Município, Diego Cajado, além de vereadores eleitos, no Paço Municipal.

Reunião no Paço Municipal. Foto: reprodução

De acordo com o gestor, o local será interditado a partir das 17h desta próxima quinta-feira (31), sendo terminantemente proibida a permanência de veículos ao longo da Avenida Getúlio Vargas.

A determinação integra um combo de medidas contra a disseminação da Covid-19 na cidade, no qual também está a volta do uso de máscaras e higienização das mãos em locais públicos, estabelecimentos comerciais, religiosos, clubes de festas e similares.

Em pronunciamento, Valmir justificou que o reforço de medidas preventivas se deu em razão de grande parte da população local ter deixado de usar a máscara, o que vem refletindo paulatinamente nos números de casos e mortes em decorrência do vírus.

De forma incisiva, o prefeito realçou que a sua grande preocupação é o risco de uma eventual superlotação hospitalar e reação da Justiça em restringir o horário de funcionamento do comércio ou até mesmo decretar Lockdown.

“Essa é a nossa grande preocupação, lotar todos os hospitais e a gente não ter o que fazer, ou até mesmo a justiça tomar uma providência de fechar tudo. Pra que a justiça não faça aqui o que fez em Santarém, nós vamos sair na frente tomando providências”, comentou.

Para que isso não aconteça, Valmir afirma que a ação a priori, é que todos voltem a usar a máscara e a realizar a higienização das mãos com álcool em gel, conforme prevê decreto municipal ainda em vigência, e destaca a atuação do 15º Batalhão da Polícia Militar no estágio de fiscalização.

“A Polícia Militar vai cobrar o cidadão, tem lei pra cobrar. Ela vai entrar nos comércios não vai conversar com quem tá sem máscara, vai conversar com o dono. A partir de amanhã, terça-feira (hoje), se alguém tiver na rua sem máscara, a polícia com certeza vai tomar as providências. Vamos voltar a usar, porque é muito interessante”, explanou.

 

Reação nas redes sociais

Imediatamente à divulgação do pronunciamento, muitos internautas fundamentaram uma verdadeira polarização de opiniões.

Alguns comentários extraídos das redes sociais. Foto: reprodução

De um lado, internautas defendem a decisão do gestor e argumentam que a volta do uso de máscara e higienização das mãos seria uma das formas mais eficientes de combater a propagação do vírus e preservar a saúde.

“Prefeito está certíssimo nas suas colocações. Temos que usar máscara pra nos prevenir da Covid-19”, concorda um.

“Vamos fazer a nossa parte. Cada um é responsável pela sua vida”, destacou outra.

“Vamos no prevenir, é a melhor opção. Sejamos responsáveis com nossa vida e a vida de terceiros”, finalizou outro.

Por outro lado, a parte majoritária dos internautas se posicionaram contra a medida anunciada. Para fundamentar, muitos relembraram o período eleitoral na cidade, quando os registros de aglomerações eram constantes, e o associaram de forma sarcástica com a existência do vírus.

“Esse vírus é muito inteligente. Ficou dormindo nas eleições. Agora acordou”, comentou uma.

“A política já acabou e aí o vírus voltou com força total”, frisou outra.

“Comemorar a reeleição nas ruas fazendo aglomerações pode, né?, digitou outro.

 

Covid-19 em Itaituba

Conforme atualização do Boletim Epidemiológico divulgado na manhã desta segunda-feira (28), pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), consta que há:

  • 7.086 casos confirmados;
  • 121 óbitos;
  • 12 internados na UPA e HRT;
  • 2.007 casos suspeitos;
  • 631 em isolamento domiciliar;
  • 6.322 recuperados.

 

Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo