ITAITUBA

Pacientes da Fundação Hemopa recebem visita do Papai Noel

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


E como um dia qualquer de atendimento na Fundação Hemopa, Maiara Victória, de 5 anos, estava dormindo enquanto fazia uma transfusão de sangue como parte do tratamento de anemia. Mas quando o personagem do ”bom velhinho” entrou no Ambulatório Infantil, a mãe dela, Maria de Jesus, tratou de acordar a paciente para que ela vivenciasse o momento especial. “Eu achei muito legal. Ela queria muito tirar a foto com o Papai Noel e por isso acordei ela. Esse é um ato de amor”, disse Maria de Jesus.

Papai Noel entregou o presente e a família fez um registro fotográfico bonito para mostrar em Curuçá, no nordeste paraense, onde reside. Maiara Victória ganhou um jogo de panelas e utensílios. “Eu gostei muito. É bonito. Vou fazer muitas comidinhas”.

O clima natalino contagiou o Ambulatório da Fundação Hemopa e tornou o dia dos pacientes mais leve. O pequeno Marlon Emanuel, 7 anos, estava maravilhado com a figura do Papai Noel, tirou várias fotos e adorou os carrinhos que ganhou de presente. “Eu gosto muito de carrinhos”.

Cláudia Vinagre, mãe de Marlon, explicou que ele está há cerca de um ano fazendo o acompanhamento com o Hemopa para o tratamento de Aplasia Medular, em que a cura só é possível com o transplante de medula óssea. “Esses momentos são importantes para fazer com que a gente se sinta acolhido. No começo era muito difícil, chorava sempre, mas com o carinho da equipe, nós conseguimos ficar mais tranquilos”, ressaltou a mãe da criança.  

Diante do cenário de pandemia do novo coronavírus, este ano não foi possível realizar uma festa natalina para os pacientes e seus familiares, como acontecia todos os anos no Hemocentro. No entanto, a parceria com a empresa Girafas proporcionou este momento mágico aos pequenos pacientes.

“Esse ano, em especial, a Fundação Hemopa nos solicitou a parceria e a gente se solidarizou e estendeu a campanha de doação de brinquedos para cá. Nós entendemos que já é um momento difícil para uma criança fazer um tratamento desse, tendo que fazer transfusões, então a gente precisava trazer esse pedacinho de alegria para eles”, destacou Márcia Campos, administradora da empresa Girafas.

“Precisamos nos adequar à atual realidade. E pensamos sempre na segurança de nossos pacientes, que já têm uma fragilidade de saúde. Mas com a parceria dos servidores e da empresa Girafas, foi possível ter a figura do Papai Noel aqui para distribuir os presentes”, disse Cristina Santos, gerente da Sociopsicopedagogica.

A Carla Cavalcante é mãe do Lucas Cauã, de 2 anos, que faz tratamento para Hemofilia – tipo A, na Fundação Hemopa. Eles são de Ourém (também, no nordeste estadual) e, pelo menos, duas vezes no mês, mãe e filho estão em Belém para o acompanhamento multiprofissional.

A consulta de Lucas Cauã foi especial. “A surpresa do Papai Noel foi maravilhosa. Ele nunca viu uma figura do Papai Noel e foi uma felicidade só”, disse a mãe Carla Cavalcante.  “A gente agradece o carinho de todos. A gente se sente bem acolhido aqui”, finalizou.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS