ITAITUBA

PCT Guamá inicia comemoração pelos 10 anos de funcionamento com live sobre inovação

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Na próxima quinta-feira (17), às 09h50, uma conversa sobre desafios, oportunidades e perspectivas de futuro para os ambientes de inovação marcará o início da comemoração pelos 10 anos de funcionamento do Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá, em Belém. Gratuita e aberta ao público, a live contará com a participação de representantes de instituições nacionais, que são referência na promoção do empreendedorismo e da inovação.

O evento será mediado pelo diretor presidente da Fundação Guamá, Rodrigo Quites, e contará com a presença de Francisco Saboya, presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec); Rodrigo de Lima, gerente do escritório Regional Norte da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep); Bruno Laskowsky, diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Interno do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e de Essio Lanfredi, chefe do escritório Região Norte da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“As quatro instituições convidadas desempenharam atividades importantes no início do PCT Guamá. É uma alegria termos a oportunidade de reforçar a parceria com essas instituições no momento que comemoramos os 10 anos do Parque. Assim, é importante retomar o diálogo e ampliar a discussão sobre a importância e o futuro dos ambientes de inovação no desenvolvimento da Amazônia”, enfatiza Rodrigo Quites.

Trajetória – A concepção do projeto do PCT Guamá começou no início dos anos 2000, quando a Universidade Federal do Pará (UFPA) realizou uma série de estudos e anteprojetos, financiados pela Finep, para a implantação de um Parque de Ciência e Tecnologia na instituição de ensino superior.

A proposta foi apresentada e acolhida pelo Estado, ampliando a iniciativa para a estrutura atual, consolidando a parceria entre o Governo do Pará, a UFPA e a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).

A gestão do Parque é realizada pela Fundação Guamá, uma organização sem fins lucrativos, instituída em 2009 por um grupo de professores da UFPA. Qualificada para realizar a gestão administrativa, financeira, física e ambiental do PCT Guamá, a Fundação é apoiada pelo Governo, por meio de contrato com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet).

Nesta primeira década, cerca de 180 empreendimentos, entre startups e negócios consolidados já residiram ou se associaram ao Parque. Dezessete centros e laboratórios de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) trabalham intensamente para fazer ciência, inovar e criar novas tecnologias, usando o enorme potencial de recursos da própria Amazônia.

História – Para relembrar diferentes momentos da trajetória do parque tecnológico, a Fundação Guamá está reunindo depoimentos de vários agentes que fizeram e fazem parte da história do PCT Guamá. O material pode ser conferido no site www.pctguama.org.br.

A programação comemorativa inclui ainda o lançamento de produtos tecnológicos, como uma maquete virtual 3D e um aplicativo para smartphone com as principais informações sobre eventos, serviços, empresas e laboratórios ligados ao PCT Guamá.

Serviço: Live “Ambientes de Inovação na Amazônia”, na próxima quinta (17), às 09h50, no YouTube e Facebook do PCT Guamá.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS