ITAITUBA

PMs acusados de estuprar jovem sentam no banco dos réus no Pará

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Os dois policiais militares acusados de estuprar uma adolescente de 15 anos e agredir uma outra jovem de apenas 13 anos em Outeiro, distrito de Belém, irão a julgamento no próximo dia 21, no plenário da Justiça Militar, na capital paraense.
O promotor de Justiça Armando Brasil ofereceu denúncia contra os dois soldados da PM pelos crimes de estupro, com presunção de violência e com concurso de pessoas. Um processo administrativo disciplinar apura se os militares, que há 5 anos integram o quadro da corporação, têm condição de permanecer na tropa.
Em depoimento, as adolescentes contaram que por volta de 21h do último dia 5 de julho, estavam na praia Grande, em Outeiro, quando foram abordadas por dois soldados da PM, armados, que teriam suspeitado que elas fossem traficantes de drogas. As garotas foram revistadas, nada foi encontrado, mas mesmo assim, foram levadas para uma área isolada. A mais velha conseguiu correr, mas ainda sim foi agredida, recebendo um chute. A jovem que permaneceu foi estuprada pelos dois PMs. As duas jovens estão recebendo acompanhamento psicológico pelo Pro-Paz, órgão estadual de assistência, e passaram a receber proteção do Estado depois que um dos acusados teria tentado marcar um encontro com uma delas e depois a ameaçado caso denunciasse o crime
Os policiais foram presos em caráter preventivo e desde o início de agosto estão recolhidos no Centro de Recuperação Anastácio das Neves, em Santa Isabel do Pará, na região metropolitana de Belém. A assessoria de comunicação da Polícia Militar informou que a situação está em apuração e que, ao final do processo, serão adotadas as medidas que o caso requer assim como as devidas responsabilidades.
Fonte: G1-Pará

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS