ITAITUBA

Polícia Civil de Altamira fecha inquérito do assassinato do empresário Marconi Dantas Lima

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A polícia Civil em coletiva à imprensa, na manhã desta quinta-feira (30), falou sobre o assassinato do empresário Marconi Dantas Lima, de 30 anos, morto dentro de sua caminhonete, na estrada que dá acesso ao Monte Santo, zona Rural de Altamira. Estiveram falando sobre o caso o Superintende Regional do Xingu, Walissom Damasceno, o delegado da divisão de homicídios, Davi Flávio e o delegado Moab Khayan Azevedo.

Segundo a Polícia Civil, seis pessoas participaram da morte do empresário, sendo que dois dos acusados não tiveram os nomes divulgados; participaram do crime também 4 adolescentes. A Polícia efetuou as prisões e apreensões em pouco menos de 10 horas depois do ocorrido.
De acordo com o delegado Moab Khayan Azevedo, a vítima estava consumindo bebida alcoólica com os autores do crime, eles estavam em direção a uma propriedade na Princesa do Xingu quando houve um desentendimento dentro do seu veículo, nesse momento foi efetuado dois tiros na cabeça de Marconi, que estava com o carro em movimento. Após receber os disparos, a caminhonete saiu da pista e chegou a colidir em um muro, em seguida todos fugiram do local deixando alguns objetos, nos quais ajudaram a polícia a chegar ao bando.
Os autores do crime, após assassinar o empresário, levaram um cordão e um anel de ouro, além de uma quantia em dinheiro que ele portava na carteira. Para a polícia Civil, o inquérito desse caso está concluído.
Duas Armas de fogo foram apreendidas; a perícia ainda não detectou a procedência desses armamentos. A policia destacou a eficácia de mais um trabalho de investigação que elucidou mais um crime de homicídio em Altamira.
Plantão 24horas News, com informações de Junior Soares

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS