ITAITUBA

Polícia Civil prende envolvidos em roubo de joias de ouro em ótica no centro de Altamira.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A Polícia Civil identificou cinco pessoas envolvidas no roubo a uma ótica no início da manhã de sexta-feira, 12, no centro de Altamira, sudoeste do Pará. Duas delas – um adulto e um adolescente – já foram capturadas e estão recolhidas à disposição da Justiça. Durante o assalto, joias, relógios e óculo avaliados em R$ 200 mil foram roubados. Parte dos objetos foi recuperado durante as investigações realizadas pela equipe de policiais civis da Superintendência da Polícia Civil da Região do Xingu. Segundo o delegado Vinicius Dias, titular da Superintendência, dois dos cinco assaltantes estavam com armas de fogo e, segundo testemunhas, renderam dois clientes e funcionários, para depois saquear as joias.
coletar as imagens do sistema de câmeras de monitoramento. Com pesquisas no banco de imagens da Seccional de Polícia e investigações, os policiais civis identificaram de início dois suspeitos de envolvimento no crime. A partir de novas investigações, os agentes chegaram ao endereço de um dos possíveis envolvidos no assalto. Em conjunto com a PM, a equipe da Polícia Civil foi ao local e ali prenderam inicialmente um dos envolvidos no crime.

Mateus dos Santos Silva foi encontrado em um imóvel alugado. Dentro da casa, os policiais apreenderam 1,5 quilo de maconha prensada, cerca de 50 gramas de cocaína, uma moto Honda Bros usada no assalto, um carregador para pistola calibre 380, etiquetas das joias roubadas da ótica e peças de roupas que foram usadas pelos assaltantes durante o roubo. Mateus e a proprietária do imóvel, Telma Tavares, foram presos em flagrante e conduzidos para a unidade policial.

Ele foi autuado pelo assalto à ótica e por tráfico de drogas. Telma também vai responder por tráfico de drogas. Após ouvir o depoimento de Mateus, os policiais civis localizaram uma propriedade na zona rural de Altamira, onde estava escondida parte das joias e relógios roubados. Além dos objetos roubados, foi apreendida uma outra moto usada no assalto no local. Um homem responsável em tomar conta do terreno, de prenome Ramom, foi interrogado e revelou aos policiais que a moto havia sido deixada no local por Telma e pelo filho dela, um adolescente. Ramom informou ainda aos policiais que Telma e o filho haviam enterrado no local uma sacola com possíveis objetos roubados da ótica.

Após desenterrar a sacola, os policiais encontraram dentro dela cinco relógios, joias de ouro diversas, como anéis, cordões, pulseiras, aliança e pingentes. Segundo o proprietário, os objetos recuperados somam mais de R$ 50 mil. O delegado apurou que Mateus foi o responsável pelo furto de uma das motos usadas no crime. Já o adolescente, filho de Telma, também vai responder pelo assalto, pois foi identificado como um assaltantes que aparecem nas imagens segurando um revólver durante o crime. Por sua vez, Ramom foi enquadrado em um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) por favorecimento real, por ter ajudado o adolescente a esconder a sacola no terreno. Ele foi liberado após o procedimento, mas vai responder ao processo penal na Justiça. Ainda, de acordo com o delegado Vinicius Dias, outros três envolvidos no assalto já foram identificados e estão foragidos.

Fonte: http://facebook.com/plantao24horasnews

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo