ITAITUBA

Polícia desarticula esquema de falsificação de água mineral

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Equipes da Polícia Civil de Parauapebas e de Marabá deslancharam no último sábado (22) a operação “Poseidon”, que investiga um esquema de adulteração e falsificação de água mineral em Parauapebas, culminando na prisão da mulher Midhian Nascimento Santos, dona da empresa, que funciona no Bairro Cidade Nova e que seria responsável pela falsificação.

De acordo com a polícia, Midhian Santos, juntamente com o marido dela, conhecido como “Mano”, fazia a recarga dos galões retornáveis de 20 litros com água da torneira. Depois, o casal colocava o lacre e rótulo falsificados e vendia o produto, como se fosse água mineral, para diversas empresas como de construção civil, com preços variando entre R$ 4 e R$ 5 o galão.


Em declarações prestadas à reportagem, a delegada Yanna Azevedo explicou que a operação foi resultado de uma investigação minuciosa, após várias denúncias. Foram apreendidos, juntamente com outras documentações, materiais como lacres e rótulos falsificados.


O marido da acusada não foi encontrado e nem se apresentou na polícia. Midhian pagou fiança no valor de 10 salários mínimos e foi liberada, mas vai responder ao processo em liberdade, por falsificação.


Os policiais não conseguiram encontrar o local onde era feito o engarrafamento da água, mas continuam investigando o esquema de adulteração e falsificação de água mineral. 

Fonte: (Vela Preta/ Waldyr Silva)

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Content is protected !!