ITAITUBA

Polícia prende condenado pela morte do médico paraense

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Um homem foi preso nesta quarta-feira (29) pela Polícia Civil de Mosqueiro. Ele foi condenado a 27 anos de prisão por envolvimento no latrocínio, roubo seguido de morte, que matou o médico Salvador Nahmias em 2008, no bairro do Comércio, em Belém. O preso foi transferido da Seccional para o Centro de Recuperação Regional do Pará, em Americano, para continuar a cumprir a pena, agora, em regime fechado.
A Polícia Civil de Mosqueiro descobriu, nesta quarta-feira (29), que um homem preso, no último domingo (26), com uma carteira de habilitação falsa, era na verdade Sandro Rodrigo dos Santos, 30 anos, condenado pela morte do médico Salvador Nahmias.
 O homem foi condenado pela Justiça em 2014 e atualmente estava na condição de fugitivo da casa penal Colônia Agrícola Heleno Fragoso, para presos em regime semiaberto. Segundo o delegado Magno Costa, diretor da Seccional Urbana de Mosqueiro, o homem foi detido para averiguação, no último domingo (26), por policiais civis e militares, na praia do Murubira, em Mosqueiro. Ao ser apresentado na unidade policial, ele apresentou uma CNH em que estava com outro nome.

Entretanto, um dos policiais responsáveis pela detenção reconheceu o homem como participante do assalto, na modalidade conhecida como “saidinha bancária”, que resultou na morte do cardiologista, em 2008, no bairro do Comércio, em Belém.
Na época, o homem foi o primeiro envolvido no crime a ser preso pela Polícia Civil, no bairro de Val-de-Cães, seis dias depois do latrocínio. Ele confessou ter dirigido a moto usada para seguir o médico, após a vítima sacar uma quantia em dinheiro de um banco, no bairro de Nazaré. Outros cinco envolvidos no crime também estão presos.

Ainda, de acordo com o delegado, para tirar a dúvida, foi feita a coleta de impressões digitais do então suspeito e o laudo da Diretoria de Identificação comprovou que ele era, de fato, o acusado.
Fonte: G1-Pará

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS