ITAITUBA

Polícias Civil e Militar combatem furto de gado na zona rural de Cachoeira do Arari

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


As Polícias Civil e Militar prenderam, nesta quarta-feira, 13, durante operação conjunta, Raimundo Barbosa dos Santos, conhecido por “Batata”, acusado de integrar um grupo criminoso responsável por furtar cabeças de gado em propriedades rurais para abater os animais e depois vender a carne para açougues, em Cachoeira do Arari, na ilha do Marajó. A prisão foi efetuada após denúncia anônima sobre a atuação do bando.
Segundo o delegado Luciano Cunha, titular da Superintendência Regional da Polícia Civil em Soure, o grupo invade fazendas na região, às vezes armados, e desvia cabeças de gado, que são abatidos ainda dentro da propriedade rural e tem a carne retirada. A carne retirada é levada para a sede da cidade e lá vendida a açougueiros que a revendem nos açougues. Durante a operação, na manhã desta quarta-feira, policiais civis e militares flagraram o grupo criminoso no interior de uma fazenda na zona rural do município. 
No momento da chegada dos policiais, a maioria dos integrantes do bando conseguiu fugir para o mato. Apenas Raimundo foi preso em flagrante. Com ele, os policiais apreenderam uma canoa, tipo rabeta, usada para chegar, pelo rio, até a área rural. Durante as buscas dentro da propriedade rural, os policiais encontraram um animal já abatido mergulhado em uma área alagada na fazenda. As investigações serão aprofundadas, explica o delegado, para identificar todos os integrantes do grupo e as demais pessoas envolvidas no esquema.

Fonte: https://www.facebook.com/plantao24horasnews/

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS