ITAITUBA

Policlínica Metropolitana atende pacientes com problemas de saúde causados pela Covid-19

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Policlínica Metropolitana é ponto de apoio para pacientes que se recuperaram da Covid-19, mas ainda apresentam sequelas da doença Mesmo após o período do ciclo viral do Covid-19, muitos pacientes ainda apresentam sequelas e precisam de acompanhamento para a plena recuperação da doença. O Programa Triagem Pós-Covid, criado pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), em funcionamento na Policlínica Metropolitana, é uma estratégia para garantir este tipo de atendimento de saúde aos paraenses.

Segundo Rômulo Rodovalho, titular da Sespa, a meta do programa é oferecer 130 consultas por dia, das quais 50 vagas para homens, 50 para mulheres e 30 para atendimento infantil, com um total de 2.600 atendimentos por mês.

Maitê Gadelha, médica, trata os sintomas e fornece orientações“A quantidade de pessoas que apresentam sequelas é maior do que se pode imaginar, por isso, oferecer um ponto de apoio com serviços médicos e acompanhamento desses pacientes, que recebem um atendimento de qualidade, tratam sintomas e recebem orientações é essencial” explica a médica Clínica Geral, Maitê Gadelha.  

As sequelas são muito variadas, segundo a médica, e podem se manifestar como dores na costa, cansaço, dor no peito, ansiedade, palpitações, alteração do paladar e olfato, dor nas articulações, hipertensão arterial, entre outras. 

De acordo com o Diretor Administrativo Financeiro, Eduardo Portella, desde o início dos atendimentos, já foram realizados 1.049 agendamentos. “Os paraenses têm hoje condições de receber atendimento posterior à doença para buscar soluções e trazer de volta a sua qualidade de vida. É uma iniciativa extremamente necessária para a população”, assegura.

PACIENTES 

No mês de março, quando a autônoma Ana Laura Dias foi infectada pelo novo coronavírus, começou a Eduardo Portella, diretor: mais de mil consultas agendadasdesenvolver problemas renais que persistem até hoje, por isso, ao conhecer o programa do Estado, procurou logo fazer o seu agendamento. “Esta iniciativa do Governo abriu uma porta e nos deu a oportunidade de tratar nossas sequelas. Só posso dar parabéns por isso, tenho certeza que vai ajudar muitas pessoas, que, como eu, também estão necessitando desse atendimento”, explica. 

No início do mês de novembro, o aposentado Benedito Silva, 73 anos, começou a sentir os primeiros sintomas. Quase um mês depois, as dores no peito e o cansaço continuam, por isso, procurou o atendimento da Policlínica. 

Ana Laura Dias tem problemas renais: “é uma porta que se abre” “É uma ótima oportunidade oferecida pelo Governo. Muita gente está com sequelas, principalmente os idosos. Eu não tenho plano de saúde, nem dinheiro para procurar médicos particulares e precisava desse acompanhamento”, conta. O aposentado agendou o atendimento na terça (1º) e nesta quarta-feira (2) já realizou os exames e agendou as consultas necessárias. 

PERFIL DE ATENDIMENTO

Quem já teve Covid-19 e está sem sintomas gripais, mas ainda apresenta sequelas, que podem ser consequência do novo coronavírus, deve procurar o atendimento pelo programa, que foi lançado no dia 24 de novembro.

O programa atende pacientes de todas as regiões do Estado com esse perfil e também pacientes que já faziam acompanhamento médico e precisaram interromper devido à pandemia. O objetivo do Governo Estadual é expandir o programa para os 144 municípios paraenses. 

SERVIÇOS

Após o prévio agendamento, ao chegar à Policlínica, o paciente é acolhido, identificado e encaminhado para exames laboratoriais, radiografia e eletrocardiograma. Com os resultados dos exames, o paciente passa por uma avaliação médica, que faz os encaminhamentos específicos necessários. O atendimento pediátrico conta ainda com consultas com psicólogos, nutricionistas e fonoaudiólogos. 

AGENDAMENTO

Não é necessário encaminhamento e o interessado não precisa comparecer na Policlínica Benedito Silva, aposentado: muitas dores no peito após a doença presencialmente para fazer o agendamento. Basta entrar em contato com a Central de Atendimento, por meio do telefone 4005-0510 e pelos números de WhatsApp: (91) 98521-5110 / 98564-7638 e 98526-9319.

No dia marcado, o paciente precisa comparecer à Policlínica com 40 minutos de antecedência, com seus documentos pessoais em mãos: RG, CPF, comprovante de residência com CEP e cartão do SUS.

As consultas serão oferecidas de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, na Policlínica Metropolitana, localizada na Av. Almirante Barroso, entre a Av. Dr. Freitas e a Travessa Perebebuí, no bairro do Marco.

 

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS