ITAITUBA

Porto de Moz: Polícia Civil prende acusado de envolvimento no latrocínio de universitário.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A Polícia Civil deflagrou nos últimos dias a operação “Rapina” com o objetivo de desvendar o latrocínio que vitimou o universitário mineiro Gabriel José Jorge Cortez, no último dia 8 em Praia da Chácara, em Porto de Moz, na região do Xingu. 
Durante as investigações a equipe policial identificou e prendeu Josiel Pereira Ramos, de 21 anos, conhecido como “Badinho”. Em depoimento, ele citou o nome de mais dois envolvidos no crime. 
Elinaldo Santos Viana, conhecido como “Tonelada” e José Divino Gil, conhecido como “Pelado”, estão na condição de foragidos, mas já tiveram suas prisões preventivas decretadas. “Badinho” informou aos seus comparsas que a vítima teria ido sozinha para o final da praia e estaria com dinheiro em uma pochete, pois teria comprado uma cerveja e recebido uma grande quantia como troco.
O acusado afirmou ainda que só queria participar do roubo para pegar sua parte do dinheiro, mas que “Pelado” acabou dando vários golpes de faca no universitário e “Tonelada” disparou um tiro de espingarda. Os três criminosos tem passagem pela polícia pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, lesão corporal, ameaça e tentativa de homicídio. 
A operação foi comandada pelo delegado Mhoab Khayan e contou com o apoio da Polícia Militar. Quem tiver qualquer informação sobre os foragidos poderá informar através do telefone 181, o Disque Denúncia do Pará.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS