ITAITUBA

Povos indígenas do Tapajós dizem que vão fechar o acesso ao porto da balsa e no km 30 em uma manifestação contra a portaria 1907

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O DISEI Tapajós está sendo base de concentração para os povos indígenas da região do Tapajós que irão realizar uma grande manifestação nesta terça-feira 25, onde irão fechar a entrada do Porto da Balsa que faz a travessia Itaituba-Miritituba-Itaituba, também estarão realizando o bloqueio das BRs 230 e 163 no Distrito de Campo Verde, a manifestação será pacifica e contra a portaria de n.1.907 que foi publicada no dia 17 de outubro pelo Ministério da Saúde. Lideranças do movimento dizem que o as manifestações só se encerraram depois que a atual portaria criada pelo Ministro da Saúde Ricardo Barros que tira a autonomia da SESAI- Secretaria Especial de Saúde Indígena for revogada

Sandro Waru Munduruku que é Preseidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena do DISEI Tapajós considera a portaria 1907 grave pois tira a autonomia da SESAI direcionando tudo para Brasília e que essa portaria se permanecer trará grandes impactos para a saúde dos povos indígenas.

Em razão disso todos os povos que fazem parte da jurisdição do Disei Tapajós que são os Munduruku, Kayapó, Kaiabi e Apiaká que estão em 139 aldeias, 11 polos bases com um total de 11.351 povos indígenas estão sendo mobilizados. Todos eles estão de prontidão para qual quer eventualidade.

Foto: Gilson Vasconcelos/GV Notícias
“Assim que todos os guerreiros chegarem nesta terça-feira haverá uma mobilização onde estaremos fechando os principais pontos de acesso da cidade onde um deles é o porto da balsa, km 30 ( Campo Verde) pedimos aos nossos empresários e  deputados que estejam atento a essa mobilização e que nos apoiem e que o deputados principalmente os do Pará e da região que estejam fortalecendo a nossa luta pois o que estamos reenvidando são os nossos direitos e pedimos o apoio deles que estão em Brasília. A mobilização só terá fim depois que a portaria for revogada e anterior voltar com publicação no Diário Oficial”. Afirmou Alessandro Waru.

Ainda de acordo com as  lideranças indignas a portaria de n¤ 1.907 de 18 de outubro de 2016 tirou a autonomia da SESAI, o que causa um  retrocesso em suas conquistas, já que sem essa autonomia os distritos não terão como fazer a locomoção de um paciente sem antes obter autorização do ministério da saúde, com isso a autonomia e a descentralização da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) as unidades gestoras na condução do Subsistema de Saúde Indígena foram derrubadas pelo Ministro da Saúde Ricardo Barros, sem consultar os povos Indígenas  revogou a Portaria 475 de 17 de Março de 2011…e baixou a Portaria 1907 de 18 de Outubro de 2016, onde informa que nenhum dos 34 DSEIs poder ao mais ordenar despesas, fazer contratos e licitações e se quer comprar passagens.

Fonte: GV Noticias

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo