ITAITUBA

Pré-lançamento da Feira Pan-Amazônica movimenta a internet no final de semana

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Nos dias 04, 05 e 06 de dezembro, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), realizou o pré-lançamento da 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes. A ação, realizada no Teatro Estação Gasômetro, contou com encontros literários, shows e lançamento de livros físicos e digitais – tudo transmitido ao vivo pelo canal da Secult no YouTube. Para quem não teve a oportunidade de acompanhar, toda a programação está disponível na plataforma.

Os encontros literários contaram com a participação dos homenageados da Feira: o escritor Vicente Cecim e a pajé e escritora Zeneida Lima. A autora dialogou com o pesquisador Paulo Maués sobre suas obras, a pajelança no Marajó e a relação da humanidade com o meio ambiente, sobretudo na Amazônia. “A natureza é a grande mãe, é a origem e fim de todas as coisas. Temos que ter respeito a ela. O homem foi longe demais, passou a destruir o planeta, a reação ambiental se reflete nesses vírus que surgem. Para solucionarmos isso, é preciso que mudemos de pensamento e procuremos ter mais respeito pelos elementos da natureza, para que possamos nos reerguer e nos abraçar novamente”, frisou a autora.

Além das rodas de conversa com os homenageados, a programação também trouxe um tributo especial ao centenário de Ruy Barata, celebrado em 25 de junho deste ano. A conversa teve a participação do jornalista e filho do poeta e compositor, Tito Barata; do professor e pesquisador Paulo Nunes; e da jornalista Linda Ribeiro, que atuou como mediadora da mesa. Temas como a produção literária na internet e a arte da inclusão também foram abordados nos papos literários. Ao final das três noites, o pré-lançamento da Feira encerrou com shows, comandados pela Amazônia Jazz Band, Banda Strobo e Olivar Barreto, Andrea Pinheiro e Renata Del Pinho, com o espetáculo “Ruy Barata”.

“Nós não tivemos a grande Feira no Hangar este ano, mas tivemos esse esquenta, que foi uma pequena amostra do que esperamos promover ano que vem. Foram encontros literários muito ricos e muito bem representados. O formato de live foi uma experiência nova para mim, mas permitiu a participação de pessoas de todo o Estado, que puderam acompanhar, comentar e fazer perguntas sobre o conteúdo. Claro que a falta da presença do público e da venda dos livros foram sentidas, mas estamos ansiosos para poder trazer tudo isso de volta ano que vem, quando pudermos nos reunir novamente”, ressaltou Maria do Céu, coordenadora da Feira do Livro e das Multivozes.

Para a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, a tecnologia é uma das palavras-chave da 24ª edição da Feira. “Estamos experimentando novas possibilidades com a transmissão de nossas ações em canais digitais. Para além da formação de acervo, temos a possibilidade de descentralizar o acesso, chegando a todo o Pará – esse é o legado que a pandemia nos deixou. Percebemos que os eixos orientadores da Feira também tiveram excelente receptividade do público. No ano que vem, teremos uma Feira do Livro e das Multivozes conectada com a tecnologia, a acessibilidade e a inclusão e com o protagonismo de uma juventude incrivelmente ativa na discussão de nossos dilemas civilizatórios. O esquenta desse ano foi um belo aprendizado que nos certifica de que estamos no caminho certo”, comentou.

Lançamentos – Durante a programação, foram lançados pela Editora Secult mais um livro da série ‘Violão Paraense’, com biografia e partituras de Nego Nelson; e o livro digital “Macaco Ambientalista”, de Zeneida Lima. O ebook em PDF da autora está disponível para download gratuito no site da Secult. Para promover ainda mais a universalidade de acesso, o arquivo também está disponível em mais dois formatos: o livro falado, ou seja, a narração do texto; e a audiodescrição da obra, que corresponde à leitura do texto mais a descrição de todas as imagens e iconografias presentes.

“Macaco Ambientalista” é o primeiro livro da série Caruani, editado em parceria com a Imprensa Oficial do Estado. As próximas obras serão “Incêndio na Floresta” e “A Garça Empoada”, que vão ser lançadas juntamente com a versão impressa de “Macaco Ambientalista”, durante a 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, em 2021.

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS