ITAITUBA

Produtores da ‘Estrada do Arroz’ em Imperatriz, criam Associação com apoio do Senar

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Conhecida como uma das regiões de maior bacia leiteira de Imperatriz, a ‘Estrada do Arroz’, tem se destacado pelo aumento da produção depois da atuação direta do Senar nas 43 propriedades rurais.

Os produtores de leite recebem assistência técnica e gerencial (ATeG), há três anos, com o desenvolvimento do programa ‘Mais produção’, feito em parceria entre o Senar e o  Governo do Estado. Nessa terceira etapa de ATeG, os produtores passaram a  ser atendidos pelos programas Retorno Certo e agora,  Agronordeste.

A atuação do Senar na região, possibilitou o avanço e o fortalecimento da produção de leite, que resultou na consequente criação da Associação dos Produtores de Leite da Estrada do Arroz, (APLEA), com o apoio da equipe técnica do Senar que atua na região. A Aplea  encontra-se devidamente registrada e  há dois anos vem atuando dentro das fazendas dos 24 associados.

A organização dos produtores como sociedade civil, proporcionou alguns avanços significativos, como por exemplo: a compra coletiva do leite que chegou no último semestre a 158 mil  litros  comercializados, valorização do produto em 30%  a mais de receita para as propriedades.

Incentivada pelo Senar, a APLEA possibilitou ainda, a compra de insumos, de implementos agrícolas e a venda conjunta para os laticínios aumentando diretamente a renda de todos os participantes.

Sociedade

Além da redução do custo de produção para as compras  em grupo, de farelo de soja, milho, sal mineral e calcário para readequar  o solo das propriedades e assim,  aumentar a produtividade em pastagens  volumoso, com vistas a impulsionar a sociedade.

De acordo com o supervisor de campo do Senar, Michael Douglas, os  programas desenvolvidos,  têm impulsionado o produtor rural ao desenvolvimento, levando  tecnologia, gestão empresarial para os negócios e impulsionando a produtividade das propriedades.

“A APLEA tem o objetivo de aumentar a produtividade de leite da região  e melhorar o mercado.  Hoje eles são organizados como sociedade civil e isso é o diferencial, tanto na valorização das  compras coletivas, quanto na  redução do custo  de produção  e ainda, nas tecnologias voltadas aos pequenos e  médios produtores da estrada do arroz”, disse o técnico, ressaltando que “A iniciativa dos produtores, tornou-se uma entidade sólida, tem arrecadação própria e  objetiva o incentivo à produção e venda de leite além do aumento da renda dos participantes”, disse.

O presidente e o vice-presidente da Associação, Titara Rocha, satisfeitos, garantem que só foi possível, graças ao apoio do Senar

“O Michael  trouxe a tecnologia a cada um de nós,  para que a gente aprenda a trabalhar como produtor de leite. Hoje fazemos parte da primeira Associação do Estado do Maranhão registrada como leiteira,  e temos muito a agradecer ao Senar”, frisou o presidente da entidade, Titara Rocha, na presença do vice-presidente, Hermes Oliveira.

Fonte: CNA Brasil

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

Últimas Notícias