ITAITUBA

Proprietário de empresa de internet denuncia corte indevido de cabos de fibra óptica no Distrito de Moraes Almeida

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O proprietário do provedor de internet JSOUZANET de Moraes Almeida, entrou em contato com a redação do Plantão para denunciar que funcionários da concessionária de energia elétrica, Celpa/Equatorial, estariam cortando cabos de fibra óptica pertencentes à empresa, indevidamente.
No discorrer da denúncia, ele conta que algumas extensões de cabos instalados em postes de energia elétrica e distribuídos entre o município de Trairão e o distrito de Caracol, foram afetados, o que logo acarreta na interrupção do fornecimento de internet tendo em vista que os mesmos carregam a maior parte do tráfego de internet.

Local em que um dos funcionários  cortou a fibra óptica. Foto: Reprodução
Segundo informações, o motivo apresentado por funcionários da concessionária para a ação, seria a de que os cabos estariam distribuídos de forma irregular, provocando em razão disso a queda constante no fornecimento de energia elétrica. 
“Essa semana foi terrível. Só hoje foi cortado seis vezes. Tá atrapalhando meu trabalho. Eles estão fazendo cortes sem apresentar documento, e ainda trata a minha equipe mal, xinga minha equipe na maior arrogância”, pontuou Zeze proprietário da empresa.
Ainda assim, o diretor conta que, mesmo tendo um contrato firmado com a concessionária, no que tange à instalação de cabos em postes de energia elétrica dentro da regularidade e com respaldo legal, não teria sido notificado do evento que vem se tornando constante.
“Tá tendo um problema grave de energia. Eles foram correr a rede, tá triscando em várias árvores, as cabeças dos postes estão quebradas e agora tão culpando a empresa, sendo que os cabos não passam eletricidade”, enfatizou. 
Por fim, o proprietário reitera que não recebeu nenhuma autorização expressa que determinasse cortes de cabos e espera que medidas sejam tomadas a fim de dirimir a problemática. 
Tentamos contato com a concessionária de energia elétrica, Celpa/Equatorial, porém não obtivemos nenhuma resposta sobre a situação.
Fonte: Plantão 24horas News

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS