ITAITUBA

Reunião discute a proposta de abono para profissionais da saúde de Itaituba que atuam na linha de frente da COVID-19

A reunião aconteceu no Barracão da SEMDAS. Foto: Weslen Reis / Plantão.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Secretária Municipal de Saúde (SEMSA), Conselho de Saúde e Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (SINDSAÚDE) se reuniram, em caráter excepcional, para discutir a proposta de abonar os servidores do quadro da saúde pelos serviços prestados na linha de frente do combate à COVID-19 no município de Itaituba (PA), em 2020.

A ideia já vem sendo discutida e cobrada desde o início da pandemia; porém, só agora, está começando a ser colocada em prática por meio de uma resolução que será encaminhada à secretaria de saúde e deve chegar aos olhares da procuradoria do município.

“O sindicato e os profissionais da saúde já vinham cobrando desde o início da pandemia que fosse feito um abono para o pessoal da linha de frente […]. Então, dessa vez o conselho liberou que, se for feito o rateio, que seja de forma igual do ASG ao médio. Então, agora a gente vai fazer a resolução e encaminhar para a secretaria, que deve encaminhar para a procuradoria para seguir o trâmite”, disse Jorge, Presidente do Conselho de Saúde.

O abono pautado prevê 1 milhão de reais dividido aos servidores que atuam nos cuidados e atendimentos, ou que tenham contato direto ou indireto com os pacientes infectados com o COVID-19.

“… Então, a gente conseguiu. A prefeitura pautou essa questão de ser distribuída um milhão de reais para os servidores da saúde. Então, foi pautado no conselho. O conselho reitera essa proposta de que seja repassado de maneira igual para todos os funcionários. Então, a gente tem costumado ver quando trata de reajuste, quando trata de rateio, os de nível superior ganham mais do que quem está na ponta do serviço, disse Jorge.

Os valores propostos serão distribuídos igualmente para todos os profissionais da saúde, independente do grau de nível de formação, conforme as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).

“… Um dos princípios do SUS é tratar todos por igual. É isso que é o interesse do governo. Então, a homologação do conselho é muito importante para que a gente possa de forma financeira reconhecer o trabalho e o empenho que cada um teve no ano de 2020”, disse o Secretário de Saúde de Itaituba, Iamax Prado.

Fonte: Plantão 24horas News.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo