ITAITUBA

Santo Antonio do Tauá: Polícia Civil apreende drogas, armas e granadas com colombiano

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A Polícia Civil apreendeu, durante operação policial realizada, neste sábado, 11, na cidade de Santo Antonio do Tauá, nordeste do Pará, cerca de 20 quilos da maconha conhecida como “Skank” ou “supermaconha”, e três armas de fogo – um fuzil AK 47, uma metralhadora MT12 e uma pistola Ruger calibre 9mm – em poder do colombiano Juan Camilo Solano Pulido, 27 anos. A ação policial foi deflagrada por policiais civis da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), em um sítio, situado na estrada conhecida como Ramal do Espírito Santo, zona rural do município, em decorrência de investigações realizadas a partir de uma denúncia. Além das armas e drogas, os policiais civis apreenderam 5 granadas; 161 munições para calibres 9mm e três carregadores de munição.


O diretor da DRE, delegado Hennison Jacob, explica que há cerca de 15 dias foi recebida informação de que em um sítio, em Santo Antonio do Tauá, havia um colombiano com drogas e possivelmente com armas de fogo. Diante da informação, explica o delegado, investigações foram iniciadas pela equipe policial da DRE para averiguar a denúncia, que foi constatada. Assim, uma operação foi planejada para seguir até o sítio e efetuar a prisão em flagrante do colombiano e apreender as drogas e armas.
As granadas foram encontradas escondidas em um alçapão debaixo do viveiro das galinhas no sítio. Em depoimento, o colombiano alegou que estava no local há poucos meses e que teria sido contratado apenas para tomar conta do local, porém nega envolvimento em esquema de tráfico de drogas ou em outros crimes que seriam praticados com o uso das armas e das granadas.
A droga encontrada, conhecida como “Skank”, é uma espécie de maconha modificada em laboratório, com alto teor de THC (tetrahidrocanabinol), princípio ativo da erva, o que resulta em efeitos alucinógenos a quem a consome bem maiores do que os da maconha normal. O material bélico apreendido será entregue ao Exército para que dê a destinação correta ao material. Segundo o delegado, as investigações serão aprofundadas para apurar qual seria o objetivo do uso das armas e granadas. Durante a prisão, os policiais encontraram com o acusado um alvará de soltura expedido pela Comarca de Castanhal em 19 de abril deste ano. Juan Camilo já responde a processo criminal por envolvimento em homicídio qualificado e associação criminosa no município. O preso foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de armas de fogo.

Fonte; http://www.plantao24horasnews.com.br/

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo