ITAITUBA

Seduc realiza 1° Festival Educacional Virtual de Dança

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Devido a pandemia do novo coronavírus, muitos eventos culturais que necessitam de público tiveram que ser reinventados ou readequados para evitar aglomerações e obedecer a todos os protocolos sanitários no atual cenário mundial que estamos vivendo. Mas, sem perder o encanto e suas emoções, através das janelas digitais, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) realizou o 1º Festival Educacional Virtual de Dança entre os dias 3 a 17 de dezembro, com transmissões feitas através do canal do NEL no YouTube. 

“A motivação para a realização virtual do Festival foi as escolas e teatros fechados. Nossa mostra de dança é realizada todos os anos no teatro e devido a pandemia, o processo de adaptação se fez necessário. Tivemos o envolvimento de toda a equipe, famílias e alunos-bailarinos para que nosso Festival tivesse o mesmo encanto que as edições anteriores”, explicou a diretora artística do Festival, Elisângela Beleza. 

 A mostra virtual contemplou todos os gêneros e categorias do mundo da dança, com uma edição especial, obedecendo o distanciamento social e levando acolhimento e muita dança para todos. O evento teve a participação de 55 alunos-bailarinos, distribuídos em nove escolas e polos. A iniciativa do projeto conta com a direção artística da professora, Elisângela Beleza, e a coordenadora de projetos do NEL, Ana Claudia de Moraes Neves.

Para Eli Cristina, mãe de uma das estudantes, o festival é importante, já que devido a pandemia, as crianças ficaram bastante desmotivadas em casa. “para nós, pais, foi uma grande felicidade ver minha filha participar de um evento tão lindo e tão cheio de amor dedicado a eles. Fiquei muito emocionada”, ressaltou a mãe.

Quem também ficou muito feliz e emocionada ao participar do evento foi a estudante de 11 anos, Evellyn Pinheiro. 

“Foi muito emocionante participar de um evento assim, nunca vivi algo parecido. Foi uma mistura de medo e felicidade, medo de errar algum movimento que vai ficar para ser visto por várias pessoas na internet. Sinto uma alegria muito grande de viver essa experiência”, disse a estudante Evellyn Pinheiro de 11 anos, que teve sua coreografia ensaiada pela professora Kellen Sarges. 

Outro participante foi o Carlos Magno Teobaldo Costa, de 53 anos, achou maravilhosa a iniciativa do festival. “foi muito importante porque nós fizemos o vídeo em casa. Isso foi muito bom porque garantiu a segurança dos participantes”, pontuou Carlos.

O festival pertencente a pasta de Projetos Educacionais do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) visa propagar a linguagem artística e educacional da dança que se faz presente em todas as escolas públicas da rede estadual.

*Colaboração Rodrigo Moraes / Ascom Seduc

Fonte: Governo PA

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo