ITAITUBA

‘Sofri bullying e abalo psicológico, mas entendi que beleza não tem padrão’, diz Miss Plus Size de Santarém

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


A jovem Fernanda Mota, de 19 anos, Miss Continente Pará Plus Size 2020, nascida na pérola do Tapajós, município de Santarém/PA, tornou-se inspiração para muitas meninas e mulheres consideradas pela sociedade como “fora do padrão de beleza”, ao ir contra esses ‘padrões’ estabelecidos e levantar a bandeira da residência à intolerância e exclusão originadas por tais razões, por meio da autoaceitação.

Fernanda Mota, 19 anos. Fotos: Reprodução. Foto: Edwin Mota
Em entrevista, Fernanda comentou que, por estas imposições da existência de um corpo ideal instituído pela sociedade, pelo qual as mulheres ‘devem’ lutar, teve que enfrentar episódios de grande abalo psicológico e se defrontar com atos de bullying. 

“Sempre fui uma menina saudável, mas esteticamente meu corpo era considerado fora do padrão de beleza. A sociedade cobra mulheres ‘perfeitas, magras e esbeltas’, devido à essa imposição do que é ter um corpo belo, passei a sofrer com atos de bullying. Meu psicológico ficou abalado, levando a demora da minha aceitação”, contou. 


Fernanda conta que o processo de autoaceitação foi demorado, mas enfatiza de forma categórica que o resultado foi libertador. 

“Depois de muito tempo buscando amar o meu corpo, procurando entender que beleza não se encaixa em apenas um estereótipo, percebi que sou linda da forma que sou e com todas as minhas curvas. Atualmente ser chamada de ‘gorda’, não me ofende como antes, e me faz a cada dia mostrar para mulheres como eu, que devemos nos aceitar e ter amor próprio. Ser Plus não é nenhum problema!”, frisou.

Fernanda Mota, 19 anos. Foto: Edwin Mota
Assim como Fernanda teve que enfrentar um processo para finalmente autoaceitar-se, agora ela faz questão de ajudar outras mulheres que sofrem e convivem com esse dilema, sendo parte dele originado por julgamentos de pessoas que acreditam existir um ‘padrão de beleza ideal’.

“Fico extremamente feliz ao receber mensagens de mulheres que estão no processo de aceitação. Poder ajuda-las me deixa bem, pois já passei por essa situação e tive que suportar calada e com medo.Então resolvi usar meu corpo e minha voz, para mostar que todo corpo é maravilhoso”, finalizou.


Com essa atitude ousada, Fernanda ganhou visibilidade nas redes sociais conquistando mais de 6 mil seguidores. Seus conteúdos são voltados para exaltar a beleza das mulheres, e publica seus trabalhos como designer artística de Make up, sempre falando de como é importante e libertador passar a amar o seu corpo e cada detalhe. 

Mundo Miss 

O coordenador estadual e preparador de Misses, Jonas Luna, viu Fernanda em um desfile pela agência de modelos de Santarém “Olha Já Models” do diretor Thiago, e fez o convite para que Fernanda fosse representar o estado do Miss Continente Brasil Plus Size 2020, que acontecerá de 4 a 7 de dezembro em João Pessoa/PB.

Fernanda Mota, 19 anos, Miss Continente Pará Plus Size 2020. Foto: Edwin Mota
Como exemplo de superação e com tanta beleza, ela aceitou o convite e sua família também deu apoio. 

Falta de apoio 

Infelizmente a falta de apoio e patrocínio, fez com que ela pensasse em desistir do evento, devido à essa situação da falta de incentivo. Todavia, a família e amigos da Fernanda, em apoio à sua participação no concurso, uniram -se para realizar mais um de seus muitos sonho. 

Então se mobilizaram para arcar com o custeio das despesas da viagem, ensaios fotográficos, faixa, figurinos, coroa, dentre outras demandas. 

Agradecimentos 

Fernanda enaltece ser muito grata a todos os que a ajudaram e estão ajudando, seja com apoio financeiro ou incentivo, nunca deixa de agradecer ao diretor da agência Thiago pela oportunidade e agora iniciou sua preparação rumo ao concurso nacional para representar o estado da melhor forma possível.
Plantão 24horas News 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS