ITAITUBA

Teófilo Olegário Furtado é patrono do Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Em tempos de glória, o futebol teve o seu espaço exclusivo. Se resumia na maior praça esportiva do tapajós, o Estádio Municipal Teófilo Olegário Furtado, um ambiente que fez a alegria de muitos torcedores. Ter Teófilo Furtado como patrono era também uma honra para o estádio, pela importância social do próprio Teófilo, que fez sua história pautada nos valores sociais, familiares e profissionais. 
Hospital Regional do Tapajós e o lendário Teófilo  Olegário Furtado
O estádio se foi no início da década passada, ironicamente às vésperas do centenário de Teófilo. Mas não foi de todo uma perda irreparável. A praça esportiva deu lugar à primeira unidade hospitalar de média e alta complexidade, o Regional do Tapajós.

Teófilo Olegário Furtado em tempos de política
“Se fizessem uma estátua de três metros em homenagem ao seu Teófilo, ainda seria uma pequena homenagem. A esse homem, devemos render sempre homenagens. E, para mim, seria um orgulho ter o nome dele no Hospital Regional”, diz Reinaldo Queiroz. desejo de Reinaldo Queiroz já estava atendido desde 2014, quando, por intermédio de uma ação do deputado Hilton Aguiar, o Regional do Tapajós recebeu o nome de Hospital Regional Teófilo Olegário Furtado. Valdo Gaspar resume um episódio em que o deputado Hilton foi o protagonista de uma história de resistência, em defesa do projeto.

Cadu Furtado em recente visita a Itaituba
Mas essa é uma história que ainda não havia sido compartilhada como deveria. E fomos além das divisas do município e do Estado, em busca do depoimento de um membro da família Furtado que hoje se destaca pela sua posição dentro do esporte nacional. Cadu Furtado, avaliador de desempenho do Clube de Regatas do Flamengo, e neto de Teófilo Furtado.

Dona Maria do Hermes
De estádio a hospital regional. Parece meio difícil haver uma relação, mas há. “Seu Teófilo se destacava nas duas áreas: foi um dos maiores entusiastas do esporte, e servidor dedicado da saúde. De enfermeiro, técnico, farmacêutico e médico, ele tinha de tudo um pouco”, depõe a senhora Maria Conceição da Silva, a popular “Maria do Hermes”, a quem Teófilo deu uma casa de presente.
O que não faltam são testemunhas dos feitos daquele personagem pequenino no tamanho, mas que só fez por merecer destaque na história de Itaituba e do Tapajós.

Hospital Regional Teófilo Olegário Furtado

O Hospital Regional Teófilo Olegário Furtado ainda não foi inaugurado. E, apesar da ansiedade da espera, Itaituba já pode se sentir orgulhosa em ter uma homenagem tão bonita a um homem que, pelos próprios feitos, conquistou o seu espaço na história.
Portal Mauro Torres

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo