ITAITUBA

Tio que matou sobrinho de 6 anos em Uruará, é condenado a mais de 21 anos de prisão

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


O réu, Antônio Maciel da Silva, 29 anos, foi a julgamento nesta terça-feira, 03 de dezembro, no Tribunal do Júri do Fórum em Uruará, sudoeste do Pará. O mesmo era acusado de matar a facadas o próprio sobrinho, Kaiki Maciel Pinheiro, de apenas 6 anos de idade, no dia 16 de setembro de 2018, por volta das 16 horas daquele fatídico dia de domingo, numa propriedade rural do km 170 norte, zona rural de Uruará, a cerca de 36 km do centro urbano.
A criança atendeu o chamado do tio e ao atender foi esfaqueado por diversas vezes ainda encima de sua bicicleta, indo a óbito no local.
Tio, acusado e sobrinho, vítima.
Vítima
Com término às 17 horas, o julgamento foi presidido pelo juiz de direito da comarca de Uruará, Bruno Aurélio Santos Carrijo, que após o juri considerar o réu culpado pelo crime de homicídio qualificado, proferiu a sentença de 21 anos de reclusão em regime fechado. 
Foto: reprodução 
E também sentenciou o réu a mais 3 meses de reclusão pelo crime de ameça, pelo fato de o mesmo ter ameaçado a mãe da vítima no mesmo dia do crime com os textuais: “Vem que tu é a próxima”. Assim a pena foi totalizada em 21 anos e 3 meses de reclusão em regime fechado.
Condenado Durante o julgamento o réu, Antônio Maciel, ao sentar no banco dos réus do tribunal para ser interrogado, preferiu se manter em silêncio.
Agora como condenado, Antônio retornará para a casa penal em Altamira onde deverá cumprir a pena. O julgamento desta terça-feira (3) foi o último júri do ano no Fórum da cidade de Uruará.

Gazeta Uruará

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS