ITAITUBA

Vale a pena comprar na Shein? Nós tiramos a prova, confira

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


source


shein
Diuvlgação

Comprei algumas roupas na Shein e conto para vocês o que eu achei


Durante o isolamento social, com o tédio batendo na minha porta, posso dizer que eu me tornei uma mestre nas compras on-line . Uma das marcas que chamou minha atenção era a fast-fashion chinesa SHEIN, muito presente em anúncios do YouTube e das redes sociais, além de ser comentada por blogueiras e influenciadoras diversas.


Shein se descreve como “uma plataforma de fast fashion internacional” e começou a ser vendida no Brasil em 2018. Apesar de já estar há dois anos no mercado, eu tinha certo receio que não houvesse numeração pro meu tamanho. A marca não era exatamente conhecida por ser inclusiva nesse sentido.

Porém, ao descobrir que a marca tem uma sessão chamada Curves – com numerações que vão do PP ao 4XL – decidi tomar coragem e comprar na loja. Veja a seguir como foi.

Tempo de entrega e a taxação 

Uma coisa que gostei no site é que a maioria dos produtos tem resenhas das compradoras falando sobre as peças e ainda postam fotos para você ter uma ideia de como ficaria no seu corpo. 


Comprei um cropped, dois biquínis, um short, uma camisa de gola alta e um macacão. Como o site estava em promoção, não paguei a entrega e ainda consegui um desconto de 30% em todas as peças. No final, as compras saíram por R$ 180. Não achei tão caro dada a quantidade de peças adquiridas. 

O pedido foi feito em 18 de outubro. O tempo de entrega estava estimado para 35 a 50 dias. Mas, para minha total alegria, meu pedido chegou em duas semanas! 

Infelizmente, junto com a alegria veio a parte chata. Fui taxada pela alfândega e tive que pagar 60% do valor da compra para liberar minha mercadoria. Mas, a Shein se comprometeu em pagar metade do valor que eu paguei para liberarem minha compra. Doeu, mas poderia ter sido pior. 

shein
Divulgação

Confira o que eu achei das compras na Shein


Os produtos

As peças que adquiri são as que ilustram essa matéria. Assim que os produtos chegaram em casa, meu coração até perdeu as batidas. Todas as peças vieram dentro de saquinhos da marca, que você pode reutilizar para levar em viagens e não deixar a mala toda bagunçada. Já começou ganhando pontos. 



Sobre a qualidade das peças. Primeiro de tudo: se você, mulher gorda, tiver algum receio de comprar as peças, confia em mim, porque as peças realmente cabem. Mas, sempre bom tirar suas medidas para não ter uma surpresa negativa.

Os dois biquinis ficaram ótimos no meu corpo, ressaltando as partes que tem que ressaltar e deixando até as que eu não gosto tanto, bem prontas para o verão. O azul clarinho foi meu preferido, o tecido é uma delícia e ficou super confortável no meu corpo. Se eu fosse comprar em uma loja física, provavelmente não haveria peças do meu tamanho e, se tivesse, não sairia menos de R$100. 

Gostei do biquíni tie-dye, mas achei o tecido um pouco desconfortável, meio plastificado, isso me causou uma certa aflição. Também não curti é o lacinho na frente, na foto parece que ele faz parte da peça, mas na verdade, ele vem à parte e você decide se amarra ou não. 

O cropped verde e o short foram meus xodozinhos. Vai ser aquele tipo de roupa que eu vou usar tanto que vai virar um uniforme. O tecido é bem macio e não deixa nada marcado, além de ser super larguinho, uma ótima pedida para os dias de verão. 

Eu amo os looks inspirados nos anos 90, então a camisa de gola alta colorida ficou ótima com umas combinações que eu pensei. Eu só achei que a peça seria um pouco mais larga do que ela realmente é, porém o tipo de tecido, dá uma esticada com o tempo, então não me preocupei tanto. Gostei, mas não foi minha peça preferida. 

Por último, o macaquinho. Uma graça! Na foto estava lindo e é realmente muito bonito no corpo… porém o tecido é muito frágil. Sabe aqueles que você tem que tomar muito cuidado porque qualquer movimento brusco ele rasga? Pois é, esse tipo de tecido. Foi a peça que eu menos gostei, apesar de ter achado uma gracinha, foi uma das peças mais caras, paguei R$54,00 e realmente achei que não valeu tanto a pena. 

Agora, a pergunta que não quer calar? Eu recomendo a Shein? E a resposta é: sim!

Você precisa ficar de olho em algumas coisas antes de comprar o produto. Primeiro, confira o material utilizado na peça para ver se vale o preço. Segundo, tenha paciência, vai chegar, só demora um pouco. Terceiro (o mais importante) reze (para qualquer que for sua religião) para não ser taxada. No mais é só se jogar e ser feliz.

Fonte: IG Mulher

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS