ITAITUBA

Vereador Conrado diz que perdeu gratuidade na balsa por participar de movimento pró-ponte

Vereador Delegado Conrado. Foto: reprodução/redes sociais.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Em vídeo divulgado na tarde deste domingo (06), em suas redes sociais, o vereador Delegado Conrado Wolfring, afirmou que perdeu integral gratuidade na balsa por ter participado da manifestação a favor da construção de uma ponte sobre o rio Tapajós, ocorrida na manhã deste sábado (05).

Segundo o vereador, essa gratuidade é concedida por direito a autoridades políticas e policiais, as quais, para usufruírem, devem solicitar a ativação junto à empresa. 

“O pessoal cortou minha gratuidade devido minha participação no movimento a favor da ponte. Isso irritou o dono e gerente da empresa. Uma perseguição porque a gente quer melhoria para a cidade”, relatou.

Vereador participando do movimento. Foto: reprodução/redes sociais.

Sobre a participação indireta de alguns políticos locais no movimento, sobretudo os vereadores, Conrado destacou que o motivo seria justamente para não ‘perderem’ esse benefício, o qual designou de ‘privilégio’.

“É por isso que os políticos não participam do movimento e não lutam pela ponte. Por interesse pessoal eles preferem não participar para não perderem o privilégio da gratuidade”, pontuou.

Reforçando seu total apoio ao movimento pró-ponte, Conrado finalizou dizendo que estava viajando rumo à Brasília, onde se reunirá com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, e com o General Santos Filho, diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT.  “Estou indo para agilizar a ponte. Se Deus quiser vamos conseguir essa ponte e a Rodonave vai sair daqui”, concluiu.

 

Movimento Pró-ponte

O movimento em prol da construção de uma ponte sobre o rio Tapajós, entre Itaituba e Miritituba, liderado por empresários e membros da sociedade em geral, aconteceu neste último sábado (05), no porto da balsa.

Manifestação realizada no porto da balsa, em Itaituba. Foto: Weslen Reis – Plantão

Com faixas contendo frases de ordem e petição e estrutura de som, os manifestantes se propuseram a chamar atenção do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, para a causa que já se perdura há anos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS