ITAITUBA

Vereadores aprovam projeto de lei que torna atividade física essencial em Itaituba

O público acompanhou a sessão. Foto: Weslen Reis/Plantão.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Câmara Municipal do Poder Legislativo aprovou, na manhã desta terça-feira (27), o projeto de lei, de autoria do Vereador Wescley Tomaz, que torna a prática da atividade física e do exercício físico como essenciais para saúde da população de Itaituba (PA).

De acordo com o Vereador Wescley Tomaz, o projeto, que estabelece o funcionamento de academias de musculação e similares, mesmo em período de calamidade pública, foi aprovado, por unanimidade, pelos 15 vereadores e, agora, depende de ser sancionado pelo gestor municipal Valmir Climaco. (Leia o projeto clicando AQUI).

Proprietários de estabelecimentos, profissionais de Educação Física e praticantes de exercícios físicos estão confiantes quanto à sanção do projeto e falam de sua importância.

“… Isso significa um marco enorme para a população itaitubense, porque já foi comprovado que atividade física é essencial ara aumentar a imunidade. Permaneceremos com todos os protocolos de biossegurança”, Bartô, proprietário de academia.

“… Hoje foi dado um passo fundamental para a área da Educação Física. A gente entende que o profissional de Educação Física é indispensável para o combate do coronavírus, visto que, por trabalhar a parte física e mental, traz diversos benefícios”, Pedro Garbeline, Presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física de Itaituba.

“… Meu gabinete foi procurado para a gente defender esse projeto e tem vários setores que vem sofrendo com isso. Porém, não foi isso o principal fator que fez a aprovação do projeto, e sim vários estudos de que a atividade física é fundamental na questão do combate do coronavírus e outras doenças”, Vereador Professor Thiago Maciel. 

A respeito da justificativa do projeto, o texto declara a essencialidade dos estabelecimentos de prestação de serviços de educação física públicos ou privados, como forma de prevenir doenças físicas e mentais no âmbito do município.

Entre outros aspectos, também destaca o estudo da Universidade de Virginia, que aponta a prática de exercícios físicos como elevadora da produção da enzima superóxido dismutase (EcSOD), produzida pelos músculos e associada à proteção do sistema cardiorrespiratório.

“Sua baixa concentração aumenta o risco para doenças como pneumonia ou enfermidades crônicas respiratórias”, afirma o pneumologista Humberto Bogossian, do Hospital Israelita Albert Einstein.

Fonte: Plantão 24horas News.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS