ITAITUBA

Você sabe como cuidar do seu rim? Especialista do Regional do Sudeste do Pará traz orientações

Imagem ilustrativa. Foto: Reprodução/HRSP.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), existem cerca de 850 milhões de pessoas no mundo com algum tipo de doença renal. Somente a doença renal crônica é responsável por cerca de 2,4 milhões de mortes por ano.

Para o médico Lourisvaldo Gonçalves, nefrologista pela Pró-Saúde e com atuação no Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, a doença crônica renal é uma patologia séria e provoca a destruição lenta e progressiva dos rins.

“Os principais sintomas são inchaço nos pés, pernas, ou rosto, cansaço, anemia, pressão alta e urina com espuma escura. É fundamental ficarmos atentos para esses sinais”, afirma.

Lembrado nesta quinta-feira, 11, o Dia Mundial do Rim tem objetivo de conscientizar a sociedade para a importância da prevenção e tratamento precoce de doenças relacionados ao órgão.

O nefrologista explica que os rins são responsáveis por controlar a eliminação de líquidos e resíduos do sangue, além de produzir hormônios que podem interferir na pressão arterial e produção de glóbulos vermelhos.

“A doença renal crônica é causada principalmente por enfermidades como diabetes, hipertensão arterial, e aquelas próprias dos rins, principalmente as nefrites que são na maioria dos casos autoimunes”, ressalta.

Para evitar doenças renais o especialista orienta com sete dicas simples que podem ser adotadas no dia a dia. Mas não se esqueça, um médico deve ser consultado para ajudar também na prevenção e diagnostico.

7 dicas para cuidar dos rins

  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Evitar o excesso de sal, carne vermelha e gorduras;
  • Controle de peso corporal, colesterol, glicose e da pressão arterial;
  • Não fumar e não abusar de bebida alcoólica;
  • Evitar o uso de anti-inflamatórios não hormonais;
  • Ter cuidado com quadros de desidratação;
  • Realizar, uma vez por ano, exames laboratoriais para avaliar a saúde dos rins: dosagem de creatinina no sangue e análise de urina.

Centro de hemodiálise no HRSP

Implantado em novembro de 2019, o Centro de Hemodiálise do HRSP é referência regional em nefrologia.

Moderno e bem equipado, o espaço conta com sala de diálise, salas de observação, consultórios ambulatoriais e sala de diálise peritoneal.

No total, são 20 máquinas com capacidade de atender até 120 pacientes por mês, produzindo uma média mensal de 1.500 sessões.

Referência para 22 municípios e com atendimento 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), o HRSP é uma unidade mantida pelo Governo do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde, instituição filantrópica com mais de 50 anos de experiência na gestão de serviços de saúde e hospitalares no país.

Fonte: Plantão 24horas News/ASCOM – HRSP .

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS

error: Entre em contato conosco para solicitar o uso de nosso conteúdo