segunda-feira, maio 27, 2024

Câmara municipal de Itaituba recebe representante do movimento LGBT durante sessão

A sessão ordinária aconteceu na manhã desta terça-feira (15) em Itaituba, sudoeste do Pará. O evento de destaque durante a reunião foi a leitura de uma carta de repudio, nela estavam relatos de dois assassinatos de membros do movimento LGBTQIA+ na cidade. Para ler os relatos o líder do grupo subiu na tribuna, para fazer o uso da palavra ele sugeriu por meio de requerimento, apresentada e aprovada por unanimidade pelos vereadores da casa de leis. Além de ler a carta, Frank Fernandes pediu o apoio do parlamento municipal para combater a violência contra a classe que se sente desprotegida, e sem apoio das autoridades.

A gente pede para que a sociedade, inclusive o poder legislativo como feitores de leis, e como representantes do povo, que olhe com mais afinco a situação dos últimos acontecimentos, dois jovens foram assassinados em Itaituba, dois jovens LGBT´s, a gente não sabe se foi motivado por homofobia, a gente não pode dizer isso. Porém, não deixa de ser relevante a gente falar que foram dois jovens LGBT´s, e isso ainda está um mistério, os assassinos confessaram os crimes e a gente ver que a motivação é algo fútil. Diz Frank Fernandes.

Na carta lida pelo líder do movimento a classe é colocada como PRESAS FÁCEIS, isso porque a falta de apoio e proteção do poder público, e amparo familiar os deixa vulneráveis a violências na rua, e em locais de sua convivência também.

Público que compareceu na sessão desta terça-feira (15). Foto: Weslen Reis/Plantão

Ainda nos durante a leitura é retratado casos de gays assumidos e aqueles que ainda não se revelaram, por fim um grito de socorro de uma classe que ainda tem muitas guerras a serem vencidas.

A sessão ordinária contou com a presença de todos os parlamentares, que se mostraram sensíveis a causa.

Fonte: Plantão 24horas News

RELACIONADOS

Mais Visualizados