quarta-feira, abril 24, 2024

Comandante avalia os trabalhos prestados pelo 53º BIS durante o biênio 2020-2021

Nesta quinta-feira (06), o Tenente-coronel Tibéiro Sérgio Holanda Lira, Comandante do 53º Batalhão de Infantaria e Selva (53º BIS), fez uma avaliação dos serviços prestados, pela entidade, em sua gestão – biênio 2020-2021.

Lira serviu o 53º BIS, pela primeira vez, no ano de 2006. Na época, ele permaneceu, como comandante de companhia, até o ano 2008. Em 2020, foi nomeado comandante da entidade. De início, ele planejava executar diversas ações à comunidade, porém algumas foi interceptada em decorrência da pandemia de coronavírus.

“… Foram dois anos difíceis, com muitas atividades em um momento de pandemia. Mas nós tivemos que encarar e apoiar as diversas operações das agências de proteção ao meio ambiente… Foram dois anos de profundo trabalho…”, disse.

Dentre as ações que foram impossibilitadas, o titular destaca o projeto cívico; por meio do qual, a banda do batalhão iria todas as sextas a uma determinada escola realizar o hasteamento do pavilhão. Além disso, outros projetos, como corrida de rua e apresentação da música pela cidade, foram suspensos.

“… É um projeto que, com a pandemia, não foi possível de acontecer, pois as escolas logicamente encerraram as suas atividades, mas, com o avanço da vacinação, a gente torce para que a pandemia seja reduzida, e nós possamos voltar às atividades […]”.

Porém, com a redução do número de casos da doença e aumento do número de vacinados, Lira acredita que brevemente as atividades serão retomadas.

“com o avanço da vacinação, a gente torce para que a pandemia seja reduzida e nós possamos voltar às atividades de montagem de corrida de rua apresentação da música na cidade, banda de música nas escolas públicas… São projetos que nós iniciamos, mas, infelizmente, foram suspensos devido à pandemia […]”.

Fonte: Plantão 24horas News.

RELACIONADOS

Mais Visualizados