quinta-feira, maio 23, 2024

Homem suspeito de matar idoso a facadas é procurado pela polícia

A vítima de 63 anos foi morta a golpes de faca. De acordo com a polícia, ciúmes pode ter motivado o autor do crime.

A Polícia Civil divulgou foto do principal suspeito de ter matado a facadas um idoso de 63 anos. O crime aconteceu na noite do dia 9 de dezembro do ano passado, na quadra 20, na ocupação Bela Vista do Juá, em Santarém, oeste do Pará.

A delegada que responde pela delegacia de Homicídio em Santarém, Raíssa Beleboni, que investiga o caso, disse que informações preliminares dão conta de que o suspeito, identificado como Marcelo Souza de Freitas, 49 anos, fugiu para o nordeste brasileiro.

Antes de fugir, Marcelo prestou depoimento à delegada durante as investigações. Na ocasião, confessou que travou luta corporal com a vítima, identificada como Roberto de Oliveira dos Santos, mas negou que tenha desferido golpes de faca no idoso.

“No depoimento na delegacia, ele disse que a vítima foi para cima dele com uma barra de ferro, e para intimida-lo teria usado uma faca. Mas eles acabaram entrando em uma luta corporal e ele percebeu que a vítima estava furada. Ele não afirma que desferiu o golpe. Ele disse também que se machucou, e sofreu um corte na cabeça com a barra de ferro”, disse a delegada.

Ainda de acordo com a delegada, o crime foi motivado por ciúmes. A vítima matinha uma relação de amizade de anos com a esposa de Marcelo, conhecida como “Loura”, e essa relação incomodava o suspeito.

“Marcelo tinha muito ciúmes dela, tanto com a vítima como com qualquer outro homem, e na data do fato ele e a “Loura” estavam numa discussão. Ele estava reclamando da demora do preparo da janta quando a vítima chegou defendendo a “Loura” e eles acabaram aí discutindo também”, informou a delegada.

Durantes as apurações, a polícia descobriu que “Loura” teria trabalhado como cuidadora da vítima por muitos anos desde quando se conheceram. A amizade continuou, e os amigos passaram a dividir o mesmo terreno para morar.

“A vítima, o seu Roberto, morava no mesmo terreno que a “Loura” que trabalhava como cuidadora dele há cerca de quinze anos”, completou.

No dia do crime, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer a vítima, mas já encontrou Roberto de Oliveira sem os sinais vitais.

Durantes os procedimentos para atestar o óbito, a equipe do Samu identificou aproximadamente três perfurações causadas por arma branca (faca).

Agora, a polícia trabalha para tentar localizar e prender Marcelo Souza de Freitas, que se encontra em situação de foragido da Justiça.

Fonte: g1 santarém

RELACIONADOS

Mais Visualizados