ITAITUBA

HRT promove ação de conscientização sobre descarte correto de resíduos de saúde

Colaboradores recebendo as orientações/Foto: Comunicação do HRT

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

 

A fim de conscientizar seus colaboradores quanto ao descarte correto de resíduos de saúde, o Hospital Regional do Tapajós (HRT), por meio do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) e do Núcleo de Educação Permanente (NEP), promoveu uma série de circuitos orientativos, nesta quarta (22) e quinta-feira (23).

A ação tratou sobre questões ambientais e orientou como destinar corretamente o resíduo hospitalar. Cada tipo de resíduo, seja ele infectante, químico, perfurocortante ou comum, deve ser descartado no local adequado para evitar acidentes de trabalho, como explicou Soraya Martins, supervisora do SESMT e enfermeira do trabalho.

“Durante a ação, buscamos conscientizar para que a prática segura se torne hábito de todos. O descarte precisa ser feito nos locais corretos, precisando ser observados aspectos como sinalizações das lixeiras e cores dos sacos, por exemplo”, afirmou a profissional da segurança do trabalho.

A ação também expôs o Plano de Gerenciamento de Resíduos do Serviço de Saúde (PGRSS) de 2022, que é conduzido pela Comissão de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde, dentro da unidade. “Esse plano tem como objetivo orientar os funcionários sobre o descarte correto de resíduos conforme classificação pela RDC 222/2018, principalmente no que diz respeito aos resíduos infectantes, que devem ser tratados por empresas especializadas e nunca devem ser descartados como resíduos comuns, pois podem causar sérios danos ambientais”, explicou Soraya Martins.

“Assim, a comissão tem como objetivo atuar no hospital conduzindo os processos desde a segregação dos resíduos nos diversos setores até o tratamento final por empresas especializadas”, acrescentou.

Na atividade, cada colaborador passou por uma espécie de corredor onde ouviram orientações sobre o PGRSS, assistiram a um vídeo educativo sobre descarte seletivo de resíduos e, por fim, adentraram em uma cabine expográfica, que apresentava várias imagens relacionadas à coleta de resíduos. Além do mais, na saída, cada participante recebeu um informativo sobre o tema trabalhado.

A programação também teve a finalidade de minimizar a produção de resíduos gerados e contribuir para a coleta e a destinação final adequadas do lixo hospitalar produzido no HRT, além de orientar os colaboradores visando à prevenção de acidentes.

Texto: Moisés Sodré/HRT

Por Roberta Vilanova (SESPA)

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

RELACIONADAS