quinta-feira, abril 11, 2024

Justiça mantém prisão de policiais penais que atiraram contra a PM e determina transferência para Belém

A audiência de custódia aconteceu por volta das 12h no Fórum de Santarém. Os policiais penais serão transferidos para Belém.

Em audiência de custódia realizada por volta de 12h desta terça (19) no Fórum de Santarém, no oeste do Pará, a justiça decidiu por manter a prisão dos policiais penais presos na noite de segunda (18). A prisão dos policiais penais foi convertida para preventiva.

De acordo com a decisão, Adailson Silva Abreu e Reinaldo dos Santos foram ouvidos acompanhados dos seus advogados e de uma promotora de justiça. O juiz Gabriel Veloso falou sobre a manutenção da prisão dos policiais penais.

“Foram avaliadas as condições pessoais e como ocorreu a prisão. Foi mantida a prisão dos dois e por serem policiais penais e diante da inexistência de local apropriado para manutenção da prisão deles em Santarém, já foi determinada a transferência dos dois para Belém onde vão responder todo o processo, por enquanto, presos”, explicou Gabriel Veloso.

Ainda segundo o juiz, a presença dos requisitos necessários e inexistência de novidades até o momento da audiência, foram os condicionantes necessárias para a decisão de manter a prisão dos policiais penais.

Armas apreendidas. Foto: Reprodução

A prisão

De acordo com a polícia, moradores acionaram a guarnição da Polícia Militar denunciando que os dois policiais penais estavam amendontrando e ameaçando as pessoas que passavam pela rua. O caso aconteceu na noite de segunda (18) na rua Três Poderes, no bairro Mararu.

Ao chegar no local, os policiais militares teriam sido recebida por uma série de disparos de arma de fogo, conforme consta no relato feito pelos PMs em boletim de ocorrência.

Após dispararem vários tiros, os homens se renderam e se identificaram como policiais penais. Durante a revista, foram encontradas três pistolas acompanhadas de cinco estojos deflagrados com os suspeitos. Arma e estojos deflagrados foram apreendidos.

Nota Seap

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), informa que não compactua com qualquer desvio de conduta de seus servidores e que a Corregedoria da instituição apura os fatos.

Fonte: G1 Santarém

RELACIONADOS

Mais Visualizados