sexta-feira, abril 12, 2024

Pista de pouso e decolagem do Aeroporto Municipal de Itaituba passa por serviços de recapeamento

A pista de pouso e decolagem do Aeroporto Wirland Freire, em Itaituba (PA), passou por serviços de recapeamento, bem como sistema de iluminação e segurança também passou por atualização. Segundo informações de André Paxiúba, diretor do órgão, um total de 500 metros do aeródromo foi contemplado com a obra.

Os serviços foram realizados com o apoio da assessoria de engenharia e aeronáutica do aeroporto, setor de engenharia da prefeitura e Coordenadoria Municipal de Trânsito (COMTRI). “A gente está aí com a parte da nossa assessoria de engenharia e aeronáutica através do pessoal que a gente tem aí e também do próprio setor de engenharia da prefeitura, a secretaria de infraestrutura junto com Seu Dedé, que é o chefe da garagem, estão fazendo essa parte de recapeamento desses 500 metros. A gente está com a equipe técnica da COMTRI, fazendo a parte de sinalização”.

 Asfalto sendo colocado na pista. Foto: Reprodução/ASCOM-PMI. 

De acordo com André, o objetivo dos serviços é dar suporte para o recebimento de aeronave de maior porte. “A gente já opera com aeronaves crítica com ATR 72. O nosso PCN é bom. A base é bem feita e com esse recapeamento nós vamos estar aptos a receber aeronave de grande porte. Nós estamos fazendo esse trabalho visando principalmente os ATRs da Azul e da Passaredo, mas a própria Azul já tem no cronograma dela a vinda do 195. Então, todo esse trabalho já é visando lá na frente a arenova de maior porte”.

Foto: Reprodução/ASCOM-PMI. 

Na última semana, a Companhia Aérea Azul iniciou a estruturação de um espaço onde será construída uma base operacional, além de uma oficina de manutenção de aeronaves. A companhia operou em Itaituba até 2015.

Foto: Reprodução/ASCOM-PMI. 

No entanto, suspendeu as operações e retornou através de uma subsidiária. Agora, a proposta é se instalar definitivamente, atendendo as rotas de navegação aérea entre os estados do Pará, Amazonas, Rondônia e Mato Grosso, de modo que a interligação da Amazônia com o resto do país seja ampliada.

Foto: Reprodução/ASCOM-PMI. 

Fonte: Plantão 24horas News.

RELACIONADOS

Mais Visualizados