sábado, junho 22, 2024

Policial Militar de folga evita morte de adolescente na praia do Aramanaí

Soldado Viana estava com a esposa e outros familiares no feriado de Adesão do Pará quando viu adolescente se afogando. O soldado D. Senna que também estava no local ajudou no resgate.

Um Policial Militar (PM) à paisana salvou a vida de um adolescente que estava se afogando na praia do Aramaní em Belterra, no oeste do Pará. O caso aconteceu no feriado de Adesão do Pará na terça-feira (15).

A reportagem, o soldado Viana contou que é lotado em Juruti, mas estava aproveitando dias de folga com a esposa e familiares na praia quando percebeu várias pessoas gritando, foi então que ele pôde perceber que se tratava de um adolescente que estava se afogando.

Segundo populares, o adolescente que tem entre 15 a 17 anos teria ido atrás de uma bola, quando acabou se afogando. Vendo a cena, o soldado Viana caiu no rio para salvar o garoto.

“Larguei o dominó em cima da mesa e sai o mais rápido possível, pois percebi que ele já estava muito longe e tava só com os braços para fora. Graças a Deus, Ele me deu força de vontade e folego para aguentar”, contou o soldado.

Soldados Viana e Senna ajudaram a salvar adolescente na praia do Aramanaí — Foto: Arquivo pessoal

Na última braçada, antes de chegar no adolescente, o soldado percebeu que o garoto afundou e para não o perder, o policial mergulhou junto.

“Foi nesse momento que consegui puxar ele pela camisa. Nesse momento o outro policial também já estava lá no local me ajudando”, continuou o soldado Viana.

O outro policial que ele se refere, é o soldado D. Senna, do pelotão de Mojui dos Campos, que também estava curtindo a praia quando se deparou com a situação. Os dois policiais não se conheciam até então.

“Eu não sei nada sobre esse adolescente, nem nome, ele estava em choque, tinha tomado muita água, a barriga dele tava bem inchada. Só sei que ele tava atrás dessa bola”, completou o soldado.

Sobre o sentimento de ter ajudado a salvar uma vida, o soldado Viana contou que se sentiu emocionado por saber que contribuiu com a ação.

“Todos os méritos a Deus, porque não tem outra explicação porque eu nem ia para a praia, e tão rápido chegamos lá e aconteceu tudo isso. Deus me usou para salvar a vida desse irmão ai”, finalizou.

Fonte: G1 Santarém

RELACIONADOS

Mais Visualizados