quinta-feira, junho 13, 2024

Prefeito Valmir Climaco e autoridades visitam obras de dragagem no canal do Rio Tapajós

A visita aconteceu na última sexta-feira (19)

A estiagem prolongada que atingiu a Amazônia no último verão foi reconhecida como a maior seca dos últimos cem anos, e foi decisiva para a execução de uma obra que vinha sendo estudada há décadas, o aprofundamento do canal do rio Tapajós, por onde é feita a travessia entre Itaituba x Miritituba.

O fundo do rio é irregular e, em alguns pontos, chega a ficar com menos de dois metros e meio, o que dificulta a navegação. Devido à estiagem, até mesmo o transporte de grãos pelas barcaças foi reduzida em mais de 70%, forçando as empresas a estenderem a viagem até os portos de Santarém, no oeste do Pará.

O deputado José Priante foi o articulador do projeto junto ao governo Federal através do Departamento de Infraestrutura de Transporte, o DNIT. Durante a visita ao ponto em que está sendo executada a dragagem, o deputado solicitou à empresa contratada que agilize o trabalho para evitar contratempo, devido à subida acelerada do rio Tapajós.

Draga trabalhando 24h por dia. Foto: Weslen Reis/Plantão

A visita foi acompanhada do superintendente do DNIT no Estado, que falou da importância do rio Tapajós para o maior corredor logístico da região Norte, e que este serviço será de grande importância para região.

Segundo a empresa RP Dragagem, o projeto prevê o aprofundamento do rio por uma extensão de três mil metros quadrados, em um espaço de 200 por mil e quinhentos metros.

Draga trabalhando 24h por dia. Foto: Weslen Reis/Plantão

O equipamento trabalha vinte horas por dia, com produção de 400 metros cúbicos por hora, com a meta de retirar 1 milhão e 600 mil metros cúbicos de areia.

Ainda de acordo com a empresa, devido à movimentação incessante na geografia do rio, é possível que seja necessária uma nova dragagem em um tempo ainda não estimado.

Autoridades que visitaram às obras da dragagem. Foto: Weslen Reis/Plantão

A obra ainda não teve o seu valor total divulgado, mas o recurso do orçamento da União, foi alocado pelo deputado Priante, que, mesmo em recesso, veio acompanhar o andamento do projeto.

O prefeito Valmir Climaco foi quem presidiu a visita, acompanhado do secretário de Governo Diego Mota e do vice-prefeito Nicodemos Aguiar.

Durante a visita, o superintendente do DNIT Daniel Benitah, ainda comentou a preocupação do Ministério dos Transportes em relação aos trechos da rodovia Transamazônica que ainda estão em leito natural, entre os municípios de Itaituba, Rurópolis e Jacareacanga.

Fonte: Plantão 24horas News  – Repórter Mauro Torres

RELACIONADOS

Mais Visualizados