quinta-feira, abril 18, 2024

Presidente do STTR divulga metas de trabalho para o ano 2022

O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itaituba (STTR), Elias, divulgou, na manhã desta sexta-feira (07), as metas de trabalho para o ano de 2022. Um dos planos é a intensificação das cobranças em relação à regularização fundiária, haja vista que, segundo ele, o município, através do Programa Titula Brasil, vive a expectativa do funcionamento do núcleo vinculado à secretaria de agricultura.

“A nossa meta é fazer cobrança mais intensa sobre a regularização fundiária, tendo em vista que nós vivemos a expectativa do funcionamento do núcleo vinculado à Secretaria de Agricultura de Itaituba, da reforma agrária referente ao Programa Titula Brasil do Governo Federal…”, disse Elias.

O presidente destaca que a luta é por conta de o programa ser do Governo Federal e o ano é eleitoral. De acordo com ele, por conta desses fatores, o programa, que ainda não está implantado em sua totalidade no município, poderá ser derrotado, se caso o atual governo não se reeleger.

“… Nós entendemos que o programa é do governo. Tendo em vista que nós acabamos de entrar no ano eleitoral, sabemos que, se caso o atual Presidente da República for derrotado nas urnas, o programa também será derrotado juntamente com ele. Isso deixa a gente preocupado, principalmente em virtude de ainda não estar funcionado de forma integral, apesar de já ter senhas de alguns trabalhos para funcionar […]”, destacou.

Outra meta é correr atrás de melhorias para o homem do campo, inclusive ampliando a expedição do Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). “Era uma expectativa nossa do ano passado. Isso se intensificou ainda mais este ano, e a gente vai correr atrás da melhoria do homem do campo, inclusive através da expedição do DAP. A gente vai buscar realizar mais expedições…”.

Por fim, Elias realça que o sindicato está de portas abertas para receber e sanar dúvidas dos produtores rurais. “… A gente ver que a maioria dos interiores já tem internet, mas a gente vê que a internet não é tão segura o quanto parece nas informações. Têm muitas informações contrariadas que acabam gerando confusão, mas o agricultor pode tiras suas dúvidas, tanto sobre a questão da previdência social, reforma agrária e funcionamento da instituição, aqui na entidade”, finalizou.

Fonte: Plantão 24horas News.

RELACIONADOS

Mais Visualizados