quarta-feira, julho 24, 2024

UPA de Itaituba tem apresentado baixa procura por testes e atendimento de COVID-19

Ao contrário de meses anteriores, a Unidade de Pronto Atendimento de Itaituba (UPA) tem apresentado baixa procura por testes e atendimentos de COVID-19. O reflexo disso é notado nas salas, corredores e enfermarias do órgão.

De acordo com Fabrício Amaral, diretor da unidade, até o mês passado a movimentação de pessoas era bastante grande. Em média, cerca de 150 a 200 pessoas eram atendidas por dia. Hoje, a demanda é de cerca de 15 a 20 testes diários. Do total de atendidos, apenas 3, 4 ou 5 pacientes têm testado positivo para o coronavírus.

“Nessa onda que a gente teve agora foi um número maior de pessoas contaminadas. Foi um número maior de circulação de pessoas na UPA. Vocês podem comparar com a primeira onda, em um momento que não tinha vacina. Então, hoje a gente percebeu que teve bem menos número de internação e também casos graves que evoluíram a óbito”, disse.

A sala da UPA se apresenta vazia em relação a pacientes. Foto: Reprodução.

Dos casos positivados, Fabrício pontua que os números de internações, formas graves da doença e óbito foram bem reduzidos. Isso, o Secretário de Saúde Iamax Prado também atribui ao trabalho de imunização realizado pela SEMSA, mas destaca que o cumprimento dos protocolos de biossegurança tem sido crucial.

“Graças a Deus, as pessoas que foram contaminadas tiveram sintomas leves e moderados. Algumas outras tiveram sintomas mais fortes, mas estão vivas. É muito importante que a gente continue com os cuidados intermediários […]”, disse o secretário.

Por fim, o secretário destaca que a vacina continua disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Igreja de Deus na Amazônia, localizada na 23ª rua, às proximidades da Praça do Cidadão, no Bairro Bom Remédio.

Fonte: Plantão 24horas News.

RELACIONADOS

Mais Visualizados