sexta-feira, abril 19, 2024

Vídeo: Homem agride vendedor de marmitas e deixa vítima inconsciente; suspeito é procurado pela policia em Santarém

Segundo informações, o suspeito, que trabalha no mesmo ramo há algum tempo, teria ficado incomodado com a presença da vítima, que vendia mais marmitas que ele.

A polícia procura por um homem identificado como Antônio Rafael Maia de Sousa, suspeito de ter agredido com um soco no rosto o vendedor de marmitas Reginaldo de Sousa Vieira. A agressão aconteceu na tarde desta quarta-feira (20) na rua Araguarina, no bairro Prainha, em Santarém, oeste do Pará.

Câmeras de segurança instaladas em uma residência registraram o momento do crime. Pelas imagens é possível ver quando o suspeito desce de uma caminhonete e se aproxima da vítima que estava de costas para a rua. Sem esperar, Reginaldo é surpreendido com um soco na região do maxilar. A vítima cai desacordada e Antônio volta para a caminhonete e deixa o local sem prestar socorro à vítima.

Em outro vídeo, Reginaldo já aparece sentado na calçada e sangrando. Ele foi levado ao Pronto Socorro Municipal (PSM) por meios próprios. Segundo informações preliminares, a vítima sofreu um corte na boca e um trauma na cabeça.

A prima de Reginaldo, que preferiu não se identificar, registrou o caso na 16ª Seccional Urbana de Santarém na tarde desta quarta (20), enquanto a vítima era atendida no PSM. Segundo ela, o principal motivo da agressão seria a venda de marmitas na área do porto do DER. Ela e o primo trabalham com vendas de marmitas há mais de dois meses.

Segundo a denúncia, o suspeito, que trabalha no mesmo ramo há algum tempo, teria ficado incomodado com a presença da vítima, que estava conseguindo vender mais marmitas que ele. 

Por meio de informações, a polícia conseguiu encontrar o endereço do suspeito, localizado na rua das Mangueiras, na comunidade do Tabocal, região do Planalto de Santarém, na BR-163. Ele não foi encontrado no local, apenas a caminhonete, que estava estacionada nos fundos do quintal da casa onde ele mora com a mãe.

À polícia, a mãe de Antônio informou que o filho teria saído para capturar curiós, uma atividade comum na zona rural da cidade, mas que enquadrada como crime ambiental.

As buscas para tentar encontrar Antônio Rafael Maia de Sousa continuavam até a última atualização desta reportagem.

Fonte: Plantão 24horas News

RELACIONADOS

Mais Visualizados