sexta-feira, dezembro 8, 2023

Polícia Civil de Rurópolis deflagrou duas operações neste fim de semana em combate aos crimes sexuais no município

A primeira operação denominada OPERAÇÂO CAMAFEU, foi deflagrada no final da tarde de sábado (26), o objetivo da operação era o cumprimento de mandados de prisão contra suspeitos de crimes sexuais em Rurópolis no Sudoeste do Pará.

Em diligencia a Policia Civil deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva em desfavor de Diosmar Oliveira Silva de 21 anos, o jovem é natural de Rurópolis e é acusado de estupro de vulnerável, sendo a vítima uma idosa de 75 anos.

O fato foi registrado na tarde da última quinta-feira (24), a vítima procurou a delegacia e comunicou e contou à polícia que DIOSMAR teria invadido a sua residência e lhe agarrado, ele a lançou no chão e tentou impedir que ela gritasse, ele ainda tentou estrangulá-la e só não conseguiu concluir o crime porque a vítima conseguiu gritar pedindo por socorro.

A vítima disse que DIOSMAR parecia está sob efeito de drogas. A Polícia Civil pediu a prisão preventiva do acusado e de posse do mandado realizou buscas e o encontrou próximo a feira livre da cidade.

A Operação Camafeu, recebeu este nome porque faz alusão a jóias antigas que fazem parte da história das civilizações. Essas jóias são feitas a partir de uma técnica de entalhar rostos ou outras imagens em pedras como uma forma de preservar a imagem, respeito e dignidade da pessoa que as usarem, a técnica milenar e usada até os dias de hoje.

Operação Inocence

Na manhã de domingo a Policia Civil deflagrou a OPERAÇÃO INOCENCE, para dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva em desfavor de Antônio Sirnande Lazaro Cruz de 41 anos natural de São Luiz, o homem que é empresário na cidade, e também suspeito de cometer o crime de estupro de vulnerável, sendo a vítima sua enteada uma adolescente de 11 anos de idade.

Segundo o delegado de Polícia Civil Dr. Ariosnaldo da Silva Vital Filho, a denúncia foi registrada na tarde da última quarta-feira (23), no momento da denúncia ainda foram realizadas diligências no município de Rurópolis com o apoio de Policiais Militares e Conselho Tutelar. O suspeito foi localizado conduzido à delegacia, ele foi ouvido acompanhado por seu advogado e em seguida liberado porque não se encontrava em situação flagrancial.

A polícia civil continuou as investigações sob sigilo processual tomando as providências legais necessárias, a vítima foi submetida a exame sexológico e ouvida pela equipe especializada da Fundação PARAPAZ em Santarém, assim a polícia descobriu que os abusos eram constantes e aconteciam desde que a vítima tinha 5 anos de idade.

Ao tomar conhecimento das provas produzidas e documentadas a Policial Civil solicitou a prisão preventiva o suspeito, e na manhã deste domingo foi deflagrada a OPERAÇÃO INOCENCE que cumpriu o mandado de prisão expedido contra ele, o suspeito estava escondido em um bairro periférico de Rurópolis.

A Operação INOCENCE recebeu este nome porque faz alusão a proteção que a polícia e todos os cidadãos devem ter com a infância e juventude.

 

Fonte: Plantão 24Horas News

RELACIONADOS

Mais Visualizados