segunda-feira, maio 27, 2024

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira a operação Alerta Amazônia III, para coibir o desmatamento ilegal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (06) a operação Alerta Amazônia III, dentro do contexto da Operação Guardiões Do Bioma, coordenada pelo Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, dando continuidade às ações desempenhadas pela PF no oeste do Pará, com o objetivo é a repressão ao desmatamento ilegal.

Os policiais estão cumprindo mandado de busca e apreensão na cidade de Novo Progresso, expedidos pela Vara Federal Cível e Criminal da Subseção Judiciária de Itaituba.

Polícia Federal durante Operação Alerta Amazônia III/Foto: reprodução PRF

Conforme apurado nas investigações, uma só pessoa teria a posse de 5 fazendas no Estado do Pará e, apenas na região da Floresta Nacional do Jamanxim (região de Itaituba – Novo Progresso), teria sido a responsável pela devastação de cerca de 2.000 ha de mata nativa, retirando ilegalmente a madeira para a revenda.

O desmate de 1.500 ha em área de uma só fazenda teria gerado um dano ambiental cujo valor ultrapassa a soma de R$ 46.000.000,00 (quarenta e seis milhões de reais) e o valor calculado para se realizar a reparação da área degradada seria o equivalente a R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais).

O nome da operação remonta à continuação das operações anteriormente deflagradas pela PF com o objetivo de proteger a Floresta Amazônica.

O crime investigado no Inquérito Policial correspondente é o de desmatamento ilegal, inserto no artigo 50-A da Lei 9.605/98, cujas penas variam de 2 a 4 anos de prisão.

Fonte: plantão 24Horas News

RELACIONADOS

Mais Visualizados