segunda-feira, maio 20, 2024

Animais abandonados são resgatados na cidade de Uruará

Resgate aconteceu por policiais civis nesta quinta-feira (11)

No final da manhã desta quinta-feira, (11) policiais civis do município de Uruará, no sudoeste do Pará, realizou o resgates de três cães que estavam em situação de maus-tratos e abandono, presos em um residência abandonada no Bairro vila Brasil II.

Os animais estavam debilitados, desnutridos e um  apresentava ferimento. Um quarto animal foi encontrado morto.

A equipe policiai foi  até o endereço da casa onde os animais estavam, a residência estava fechada. Conforme a polícia, urubus estavam sendo avistados sobrevoando a casa que apresentava mau cheiro, mas não era possível ver algum animal morto.

A casa teria sido abandonada depois que o casal que morava la ter discutidos a dias atrás, a equipe de  policiais constatou que não haviam sinais de moradores e do lado de fora puderam ver  uma cadela morta e dois filhotes abandonados, em estado crítico, sendo que um deles nem conseguia se levantar.

Foto: Reprodução

Diante dos fatos, a equipe pulou para o quintal e assim puderam verificar a existência ainda de outro cachorro, que também apresentava  sinais de desnutrição, os animais foram resgatado, sendo dois filhotes, todos sem raça definida e acionou um voluntário que atua  na área de proteção animal no município, ele socorreu os cães levando para o seu estabelecimento, onde estão sendo medicados e alimentados.

Os investigadores de Polícia Civil seguem em diligências para identificar os responsáveis pelo abandono dos animais.

O Conselho Federal de Medicina Veterinária, descreve como maus-tratos qualquer ato, direto ou indireto, que intencionalmente ou por negligência, imperícia ou imprudência provoque dor ou sofrimento desnecessários aos animais.

Este a segundo caso de maus-tratos a animais registrados na região da transamazônica no início desta semana um motorista de caminhão foi preso depois de transportar  na carroceria do seu veiculo um outro cachorro, amarrado e sem alimento ou água por mais de 5 horas, neste caso a prisão foi feita por policiais rodoviários federais.

Fonte: Plantão 24horas News  – Repórter Queiroz Filho

RELACIONADOS

Mais Visualizados