quinta-feira, fevereiro 29, 2024

Paralelo estatístico indica queda no número de acidentes de trânsito em Itaituba

O 7º Grupamento de Bombeiro Militar (7º GBM) divulgou, na manhã desta quarta-feira (12), o relatório estatístico de acidentes de trânsito ocorridos em Itaituba (PA) durante todo o ano de 2021. Os dados fazem comparação com ou últimos três anos; isto é, 2019, 2020 e 2021.

Somente em 2021, foram registrados, pelo órgão, um total de 599 acidentes de trânsito, sendo que houve 8 óbitos. A maioria das ocorrências ocorreram consecutivamente no Bairro Bela Vista e na área urbana da BR. Este com um quantitativo de 102 acidentes; aquele, 108.

(Veja os dados completos AQUI).

O paralelo estatístico entre os últimos três anos indica redução no número de acidentes de trânsito em Itaituba. No ano de 2019, houve 605 ocorrências; 2020, 650; e 2021, 599. Apesar da queda, o número ainda é expressivo e inaceitável pelo Comandante do 7º GBM, Tenente-coronel Piquet. Isso porque muitos dos casos não são registrados pelo órgão.

Reunião de apresentação dos dados. Foto: Reprodução.

“… Esses números de ocorrências ainda não são aceitáveis, porque estamos falando apenas de bombeiros, mas ainda tem o SAMU e aqueles que chegam aos hospitais por meios próprios…”, disse.

Muitos dos casos, aponta o comandante, está atrelado à imprudência de muitos condutores e demais pessoas que usam o trânsito, haja vista que muitas das ocorrências estão relacionados ao avanço de preferencial, o não uso de capacete etc.

“… A imprudência foi uma característica muito negativa do brasileiro, porque ele teima em ousar aquilo que não se deveria. São pessoas que, mesmo em condições de orientação, insistem em andar sem capacete, não atravessa no sinal normal, não realizar ultrapassagens e manobras perigosas […]”, destacou.

“… As pessoas que têm carroça, por exemplo, que usam os veículos que não estão em condições de iluminação a sinalização. Isso colabora para que os acidentes continuem acontecendo. O que nos chama a atenção é a questão de alguns acidentes, porque são realmente brutais e acabam lesionando de forma grave pessoas”, complementou.

Na tentativa de coibir as infrações no trânsito, Piquet destaca que deve haver conscientização das pessoas. Quanto a isso, ele pontua que está pretendendo, com o apoio de outras entidades, desenvolver ações educativas.

“… O planejamento foi feito ontem. Esse planejamento é capitaneado pelo Corpo de Bombeiros e tem os parceiros que podem colaborar nessa área da educação… É sensibilizar a gestão de escolas. A partir daí, vão distribuir as suas escolas e apresentar e solicitar o apoio dos órgãos de trânsito, para estarem trabalhando […]”.

“… É um planejamento muito grande, mas precisa ser iniciado. Então, nós pretendemos chegar às escolas autoescolas e comunidade como um todo… A fiscalização é o ponto chave. Quem tem educação não vai precisar ser fiscalizado ou ter ali, todo tempo, o poder público em cima”, finalizou.

Fonte: Plantão 24horas News.

RELACIONADOS

Mais Visualizados