ITAITUBA

Balsa de garimpeiros invasores de território indígena foi apreendida em 24h

Balsa apreendida. Foto: Polícia Federal

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

A balsa de garimpeiros que invadiram o território indígena Xipaia (PA) foi encontrada, hoje, um dia após o início de uma operação do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) para proteger tanto os moradores da região como a reserva contra crimes ambientais e exploração ilegal de recursos minerais.

“A apreensão se deu com a atuação das equipes da ‘Operação Guardiões do Bioma’, que faz um trabalho ostensivo de fiscalização em terras indígenas pela Amazônia”, explicou o Chefe do Serviço de Repressão a Crimes Contra Comunidades Indígenas, Paulo Teixeira, delegado da Polícia Federal (PF).

A “Operação Guardiões do Bioma”, lançada em março último, consiste na ação coordenada de agentes da PF, Força Nacional de Segurança Pública, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Funai. Também participam o Ibama, a Secretaria de Operações Integradas (Seopi), entre outras entidades.

OBSTÁCULOS

De acordo com Teixeira, “houve muita dificuldade para localizar a balsa, que não podia ser vista com facilidade do alto por helicópteros. Foi necessário fazer varreduras com lanchas pelos afluentes do rio Iriri, e por isso é uma vitória termos feito o achado em praticamente um dia”.

A descoberta aconteceu pela manhã. A embarcação estava atracada em um lugar conhecido como Riozinho do Anfrísio, na zona rural do município de Altamira.

Foto: Polícia Federal

“A balsa apreendida não será destruída. Nós vamos adotar os procedimentos legais para que o equipamento seja destinado a ações de fiscalização ambiental do ICMBio”, ressaltou o delegado.

PROVIDÊNCIAS

O MJSP, ainda na madrugada de sexta-feira, após receber denúncia de uma entrada ilegal por meio fluvial de supostos garimpeiros nas terras Xipaia, intensificou o trabalho de vigilância que realiza na região.

Homens da Força Nacional e da PF –entidades que atuam na Amazônia permanentemente– foram deslocados por via aérea até a aldeia Karimã para reforçar a segurança da tribo devido a haver a suspeita de que os garimpeiros estariam armados.

Além da Força Nacional e da PF, a ação contou com a atuação de representantes da Funai do ICMBio) e Ibama.

O território Xipaia possui cerca de 179 mil hectares de extensão e fica localizado a 400 km da cidade de Altamira, região sudeste do Pará. As aldeias localizadas em sua zona de abrangência abrigam cerca de 200 pessoas.

Fonte: PF e AC-MM/MM

Atenção: Dê o crédito caso copie nossa matéria!

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

RELACIONADAS