quinta-feira, junho 13, 2024

Força Nacional desembarca em Novo Progresso para reforço nas operações da PF

As operações de combate ao desmatamento e exploração ilegal de ouro seguem, e agora com reforço da Força Nacional.

A autorização foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (28), e já está em vigor. Segundo a portaria, os agentes da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) irão atuar no reforço das ações realizadas pela Polícia Federal (PF) em Novo Progresso, sudoeste do Pará, em atividades imprescindíveis à manutenção da ordem pública, até o dia 8 de setembro.

O número de agentes não foi informado, mas segundo a autorização do Ministério da Justiça, os agentes já desembarcaram na região. Entre as atividades que devem ser desempenhadas pelo efetivo estão: apoio a operações de reintegração de posse; combate ao desmatamento ilegal; proteção a indígenas e quilombolas; garantia da segurança de servidores públicos.

O reforço policial na região foi motivado após a reação violenta de garimpeiros a uma operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), para a desmobilização de áreas ilegais de extração de ouro na região do Município de Jacareacanga, sudoeste do Pará, no último dia 25.

Segundo o Ibama, armado, um grupo de garimpeiros atirou contra os agentes na chegada à Área de Proteção Ambiental (APA), houve troca de tiros e no confronto, um homem identificado como Garcia Vieira, acabou morto. Ainda conforme o Ibama, o suspeito estaria armado com uma pistola, e após atirar contra os agentes, os servidores revidaram.

Após a morte do garimpeiro, moradores, lojistas e garimpeiros que atuam na região de Itaituba se mobilizaram e protestaram contra a operação. Em atuação na região desde o início do mês de agosto, Ibama e Polícia Federal combatem a extração ilegal de minérios em áreas de proteção ambiental e terras indígenas.

Segundo o Ibama, até agora já foram destruídas 62 escavadeiras hidráulicas, 66 dragas, motores, e veículos utilizados na atividade ilegal. A morte do seu Garcia e o suposto ataque às equipes de fiscalização são investigadas pela Polícia Federal.

Fonte: Confirma Noticias

RELACIONADOS

Mais Visualizados