quinta-feira, maio 23, 2024

PM prende dois foragidos da justiça em Rurópolis, no PA

As prisões aconteceram nesta terça-feira (31); um deles tem três mandados de prisão por roubo a banco.

A polícia militar em rondas ostensivas nesta terça-feira (31) na avenida central II no bairro centro no município de Rurópolis, no sudoeste do Pará, um homem ao avistar a guarnição se aproximando acelerou os passos e tentou se esconder próximo às lojas.

Durante abordagem, o homem não possuía nenhum tipo de documento, só alguns cartões de crédito pertencentes ao seu irmão.

O suspeito se identificou como Fabrício Lima da Silva, devido às informações contraditórias ele foi apresentado na delegacia de polícia civil para verificação.

Segundo a polícia, durante a qualificação ele teria dado o nome errado ao escrivão, porém durante a troca de informações entre os agentes foi verificado que se tratava de Ely Fabrício da Silva Lima, 26 anos, natural de Rurópolis e fazia parte de uma antiga gangue do Machado.

Ao ser verificado no sistema judicial foi constatado que Ely, possuía três mandados de prisões em aberto da 3.ª vara criminal de São Luiz do Maranhão, por roubo a banco.

Diante dos fatos apresentados, Ely, foi preso e permanece a disposição da justiça.

Segundo caso;

No dia 28/10 a guarnição da polícia militar do município de Rurópolis recebeu uma mensagem via celular, informando que na cidade havia uma caminhonete Chevrolet S10 de cor preta produto de furto em uma oficina.

A guarnição de posse das informações foi até a oficina e falou com o proprietário da oficina, questionado sobre o veículo o mesmo disse ter adquirido de outro cidadão. Entretanto, o informante deu ciência a guarnição que havia registrado o boletim de ocorrência do furto no dia 26/10/2023, dias após o atual dono ter publicado no MarketPlace da plataforma “Facebook”, visando dar o golpe no proprietário.

Nesta terça-feira (31), o informante Waldeanio Lopes Lima, 38 anos, foi até a 17ª CIPM buscar informações sobre a caminhonete, e apresentou uma procuração em nome da primeira proprietária do veículo. Os policiais, suspeitando de tal atitude, realizaram a consulta no sistema judicial e constataram que havia um mandado de prisão em aberto contra Waldeanio, momento que foi dado voz de prião e agora ele permanece a disposição da justiça.

Fonte: Plantão 24horas News

RELACIONADOS

Mais Visualizados