ITAITUBA

Cuidar da saúde da boca é cuidar da saúde do corpo como um todo

A equipe do Hemopa que assegura serviços de odontologia para pessoas com doenças hematológicas. Foto: Divulgação

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Neste dia 20 de março, Dia Mundial da Saúde Bucal, é importante lembrar: não há saúde geral sem saúde bucal. Há mais de 20 anos, a Fundação Hemopa conta com um serviço de odontologia voltado para pessoas com doenças hematológicas do todo o Pará, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Eduardo Pádua é cirurgião dentista da Fundação Hemopa, em Belém. Ele destaca a importância de se intensificar os cuidados. “Doenças hematológicas, como anemias e problemas de coagulação sanguínea, exigem cuidados com a saúde do corpo. Alguns problemas mais graves podem alterar o estado das gengivas. Uma coisa é certa: dentes e gengivas bem cuidadas sofrerão menos alterações, ou, na maioria das vezes, estarão saudáveis, mesmo com a doença hematológica presente no organismo”.

A Fundação Hemopa observa que pessoas com doenças hematológicas crônicas (diversos tipos de anemias, problemas de coagulação sanguínea, doenças de medula óssea e distúrbios de plaquetas, por exemplo) podem se comprometer muito mais com o autocuidado em relação à sua saúde geral quando não têm que desviar sua atenção e tempo com dores, sangramentos, doenças e outros problemas que se originaram na cavidade oral.

O Hemopa recomenda que se procure o dentista para conversar e estabelecer uma parceria. A equipe da Fundação frisa que a boca está conectada de várias formas com o nosso organismo. Uma boca saudável nos permite mastigar e deglutir bem os alimentos que nutrirão o nosso corpo. Mas, a cavidade bucal também pode ser uma porta de entrada para diversos micro-organismos capazes de causar doenças, não só na própria boca, como em órgãos distantes dela, como, por exemplo, o coração e pulmões.

Confira as dicas para a saúde bucal adequada, principalmente, pacientes hematológicos:

Autocuidado é a chave do sucesso – Você é o responsável por cuidar de seus dentes, gengivas e outras estruturas da boca, em casa ou no trabalho. Então, você precisa entender como funciona o seu corpo. Na hora da consulta com o dentista, aproveite para tirar suas dúvidas e aprender como cuidar bem de sua saúde bucal.

Gengiva saudável não sangra – Isso é uma verdade também para quem tem problemas de coagulação sanguínea (dificuldade para “estancar” sangramentos), como pessoas com hemofilia ou com doença de von Willebrand.

O que faz uma gengiva sangrar quando escovamos os dentes e usamos fio dental, ou mesmo espontaneamente, é a inflamação causada pelo acúmulo de placa bacteriana, que se origina de resíduos de alimentos que não removemos corretamente após a alimentação, e não o problema de coagulação. Se você tem problemas de coagulação sanguínea, não tenha medo de escovar e usar fio dental.

“É comum ouvir de pessoas com doenças hematológicasou de seus responsáveis frases do tipo ‘meus dentes têm cáries por causa do meu problema de saúde’ ou ‘depois que comecei a tomar remédios pra tratar meu problema de saúde, meus dentes ficaram frágeis e quebraram’. Na verdade, a causa das cáries é a placa bacteriana. Dentes corretamente limpos ficarão livres da placa bacteriana e, assim, serão dentes saudáveis na boca”, destaca Pádua.

Existem tratamentos seguros para manter e recuperar a saúde bucal de pessoas com doenças hematológicas – Se não foi possível evitar que problemas como cáries e doenças gengivais aparecessem, não desanime, nem tenha vergonha de procurar ajuda de um dentista! Junto com outros profissionais de saúde (médicos, psicólogos, equipe de enfermagem e outros), o dentista está preparado para lhe oferecer um tratamento eficaz e seguro, ou mesmo lhe encaminhar para outros especialistas, caso necessário!

Ter uma alimentação saudável é essencial para uma ótima saúde bucal – Uma alimentação com baixa ingestão de sacarose (o “açúcar comum”), rica em frutas e vegetais, por exemplo, é muito importante quando queremos evitar cáries. Alimentos processados pela indústria, podem aumentar o risco de ocorrerem outros problemas de saúde bucal, como cânceres que afetam as estruturas da boca. Refrigerantes, bebidas energéticas e outras bebidas ácidas podem causar perda de minerais que constituem os dentes.

Também evite fumar e uso excessivo de bebidas alcoólicas. “O consumo de bebidas alcoólicas e o uso do tabaco em suas diversas formas, cigarros, cachimbo, charutos, podem causar sérios problemas de saúde, entre eles o câncer de boca, doenças gengivais, mau hálito, manchas, perda prematura dos dentes”, alerta o dentista.

Trio limpeza perfeita – Um bom kit de higiene bucal deve ter escova dental de cerdas macias,  fio dental e creme dental. Associe essas ferramentas com uma técnica correta, nos momentos certos, e seus dentes e gengivas agradecerão! Enxaguatórios bucais não são obrigatórios, mas podem ser indicados pelo dentista em algumas situações.

De acordo com Pádua, a prevenção é o caminho. “Não procure por atendimento odontológico apenas quando o problema já está acontecendo. Programe com o dentista uma rotina de prevenção, para realizar procedimentos simples, mas muito importantes, tais como profilaxia para remoção de placa bacteriana e tártaros, controle de saúde gengival, ou até mesmo para ser encaminhado a um ortodontista, especialista em aparelhos que melhoram o alinhamento dos dentes, favorecendo não só a estética dental, mas também sua higienização e a saúde do tecido gengival”.

Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)

Atenção: Dê o crédito caso copie nossa matéria!

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

RELACIONADAS