quarta-feira, abril 24, 2024

Oficina debate estratégias para o controle de epidemias na região

A coordenação de Endemias de Itaituba participou, entre os dias 22 e 26 de novembro, em Santarém (PA), de uma oficina na qual foram discutidas estratégias para o controle de epidemias na região Oeste do Pará.

De acordo com Jorge Luiz, coordenador de endemias, o encontro foi de suma importância para discutir estratégias de combate à malária na Região do Tapajós, haja vista que foi apresentada uma proposta do Ministério da Saúde para o controle da doença em até 2035.

Ainda de acordo com o coordenador, a proposta é meio desafiadora, uma vez que a região e grande em extensão e, sobretudo, tem obtido crescentes números de casos de malária; inclusive, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Oficina sendo realizada. Foto: Reprodução.   

Em julho, a meta era de baixar os casos para média de 17%. Infelizmente, isso não foi alcançado. Contudo, os agentes têm atuado incansavelmente no combate. Agora, espera-se ver os resultados dessas ações até meados do ano que vem.

“Até outubro, estava 32%, um pouco acima do mesmo período do ano passado. Dificuldade de acesso à região do Amana, por se tratar de uma localidade que só chega de avião. Nós não temos licitação de voos para o serviço de agentes daquela região”.

Foto: Reprodução. 

Por conta desses fatores, um dos assuntos colocados em pauta diz respeito à integração entre municípios, para que se tenha mais eficiência nas ações. “Faz-se necessário uma ação conjunta desses municípios, onde tem mais casos de malária, para baixar os casos – meta do Ministério da Saúde”, disse Jorge.

Foto: Reprodução. 

Fonte: Plantão 24horas News.

RELACIONADOS

Mais Visualizados