ITAITUBA

Operação combate pedofilia em Vigia Nordeste Paraense

Viatura da PF em saída para diligência/Foto: Comunicação Social da PF

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Na manhã desta quarta-feira (27), a Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão na casa de investigados por guardar fotos e vídeos com cenas de abuso e exploração sexual infantil.

A Operação que ganhou o nome de “Suindara”, foi deflagrada na cidade de Vigia, no Nordeste do Pará.

Se confirmada a hipótese criminal, os investigados poderão responder pelos crimes de aquisição e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil, com pena de até quatro anos de prisão.

Veja o que diz o Delegado James Princess:

 

A investigação contou com avançadas ferramentas tecnológicas, com vários meios de obtenção de provas, para rastrear a atuação dos suspeitos na rede e a sua identificação.

Os equipamentos apreendidos serão encaminhados para exames periciais visando à coleta de provas digitais, armazenadas nos equipamentos eletrônicos. As investigações seguem em andamento.

Equipamentos apreendidos/Foto: Comunicação Social da PF

O nome da operação remete à coruja suindara, uma ave de rapina noturna que possui alto nível de adaptação para se adequar ao seu estilo de vida.

Só em 2022, a Polícia Federal no Estado do Pará, com o apoio técnico do Serviço de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil (SERCOPI), cumpriu 18 mandados de busca e apreensão e prendeu seis pessoas por crimes relacionados ao abuso sexual infantil.

A polícia ressalta a importância da participação da sociedade ao denunciar qualquer forma de violência contra crianças e adolescentes. As denúncias podem ser feitas pelo número 3214-8014.

Fonte: Portal Plantão 24horasNews – SR/PF/PA

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

RELACIONADAS