sábado, maio 25, 2024

Polícia Civil do Pará apreende mais de 3 toneladas de drogas no Rio Tocantins

Com a Operação “Guardião do Norte”, agentes de segurança realizaram em Abaetetuba a maior apreensão de entorpecentes da história do Estado

Quatro pessoas foram presas em flagrante e 3,2 toneladas de drogas foram apreendidas durante a Operação “Guardião do Norte”, realizada na noite de sábado (13), no município de Abaetetuba, na Região de Integração Tocantins. Com o objetivo de combater o tráfico de drogas, a ação foi realizada no Rio Tocantins. Durante a averiguação de uma embarcação, foi localizada uma carga de entorpecentes escondida entre 3 toneladas de peixes salgados e congelados.

“Esta é a maior apreensão de drogas da história das forças de segurança do Estado do Pará, superando as 2,5 toneladas de uma apreensão realizada pela Polícia Civil em Mosqueiro (distrito de Belém) no ano de 2020. Isso demonstra para a população que nossos agentes estão atuando de forma enérgica no combate ao tráfico de drogas em todo o Pará”, destacou o delegado-geral de Polícia Civil, Walter Resende.

As investigações iniciaram após denúncias feitas as órgãos de segurança. Com o levantamento das informações , a operação foi montada de forma conjunta pelo Núcleo de Inteligência Policial, com apoio da Superintendência Regional do Baixo Tocantins, Núcleo de Apoio à Investigação (NAI Santarém), Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) e Polícia Militar.

Droga apreendida. Foto: Ag.Pará

Resultado positivo – “Nossa ação realizou uma varredura nas águas do Rio Tocantins, especialmente no Furo do Capim, área ribeirinha de Abaetetuba. Contamos com o apoio de uma equipe integrada e especializada para termos este resultado positivo”, informou o delegado de Polícia do Interior, Hennison Jacob.

Os quatro suspeitos foram presos e autuados por crimes ambientais, tráfico de drogas e associação criminosa. Após passar pelos procedimentos necessários, todos foram colocados à disposição da Justiça. A droga apreendida foi encaminhada para perícia.

Segundo o superintendente Regional do Baixo Tocantins, Mhoab Kayan, o trabalho contou com o apoio de órgãos municipais na destinação do material apreendido. “A embarcação utilizada no crime foi confiscada e entregue à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Município, como fiel depositário. As carnes apreendidas foram inspecionadas e distribuídas à população carente de Abaetetuba, em colaboração com a Secretaria de Assistência Social”, acrescentou  o delegado.

Texto de Bruna Ribeiro / Ascom Polícia Civil

RELACIONADOS

Mais Visualizados